Descrição de chapéu apple

Defesa da concorrência da UE vai investigar oferta da Apple por aplicativo Shazam

Apple anunciou plano de comprar o app britânico de identificação de músicas no fim de 2017

Logo da Apple em Manhattan, em Nova York
Logo da Apple em Manhattan, em Nova York - Mike Segar/Reuters
Bruxelas | Reuters

As autoridades de defesa da concorrência da União Europeia abriram nesta segunda-feira (23) uma investigação sobre a proposta da Apple de aquisição do aplicativo britânico que identifica músicas Shazam, devido a preocupações que de que o acordo possa prejudicar a concorrência.

"Nossa investigação visa garantir que os fãs de música continuem a desfrutar de ofertas atraentes de streaming de música e não terão menos opções como resultado dessa proposta de fusão", disse Margrethe Vestager, comissária europeia para competição, em comunicado.

A Comissão Europeia fixou o prazo de 4 de setembro para sua decisão.

Os termos da transação não foram revelados, mas pessoas informadas sobre o assunto apontaram para um valor de cerca de US$ 400 milhões (R$ 1,32 bilhões), o que equivale a menos da metade do valor pelo qual o Shazam foi avaliado em uma rodada privada de capitalização em 2015.

Aquisições desse porte são relativamente raras para a Apple, que tipicamente toma o controle de cerca de uma dúzia de startups de menor porte a cada ano.

O Shazam, que já é integrado à Apple Music e à assistente digital Siri, bem como ao serviço de streaming de música Spotify e à companhia de mídia social Snapchat, pode ajudar os proprietários de iPhones a identificar a música que ouvem ao seu redor, por meio de um sistema patenteado de reconhecimento de som.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.