Descrição de chapéu greve dos caminhoneiros

Fazendeiro dá 100 mil litros de leite a porcos em Minas Gerais

Mauricio Silveira Coelho calculou que teve um prejuízo de R$ 50 mil por dia, desde o começo dos atos

Isabella Menon Joel Silva
São Paulo

Mauricio Silveira Coelho, dono da fazenda Santa Luzia, Passos (MG), perdeu 100 mil litros de leite nesta sexta-feira (25). O alimento foi dado aos porcos.

Dos 100 mil, cerca de 30 mil litros são da produção de sua fazenda. Ele disse que, desde terça-feira (22), enfrenta problemas em sua produção. 

Coelho contou também que um caminhão com 60 mil litros de leite, com leites da sua fazenda e de outras da região, estragou na estrada em razão dos bloqueios.

De acordo com o fazendeiro, sua propriedade produz, em condições normais, cerca de 35 mil litros de leite por dia. 

"Hoje em dia, um produtor consegue armazenar leite por até 48 horas, mas não temos como parar nossa produção. As vacas não podem parar de ser ordenhadas, porque correm risco de vida. Se a situação não for resolvida, o caos será instaurado", disse Coelho. 

De acordo com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), o perigo ao parar de ordenhar um animal é que a vaca poderia desenvolver mastite, uma inflação da glândula mamária. 

Por questões ambientais, fazendas não podem despejar o leite em rios ou lagos por risco de contaminação. Por isso, a solução encontrada na fazenda Santa Luzia foi despejar o leite em biodigestores. 

O funcionário Wesley Caetano despeja cerca leite para porcos na fazenda Santa Luzia, na região de Passos
O funcionário Wesley Caetano despeja cerca leite para porcos na fazenda Santa Luzia, na região de Passos - Joel Silva/Folhapress

Coelho calculou que teve um prejuízo de R$ 50 mil por dia, desde o início da manifestação.

Além de setor lactíneo da fazenda, ele afirmou que, em uma de suas granjas, as comidas para porcos já não chegam. A solução encontrada foi de alimentá-los com capim. 

A situação de desperdício atingiu o país todo.

Segundo a CNA, cerca de 95 milhões de litros de leite são produzidos diariamente no país e estão sendo descartados. 

A confederação estima um prejuízo diário de R$ 226 milhões aos produtores de leite, valor que soma a receita que deixa de entrar aos custos de produção. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.