Descrição de chapéu greve dos caminhoneiros

Nas redes sociais, maioria apoia os protestos dos caminhoneiros

Levantamento mostra que Rio de Janeiro é o estado que mais se fala das manifestações

São Paulo

Segundo o Torabit, sistema de monitoramento e gestão digital, a maioria das menções (52,2%) nas redes sociais sobre os atos dos caminhoneiros —que está no 5º dia— são positivas em relação ao movimento.

Do restante, 37,8% são neutras e apenas 10% são negativas.

O sistema analisou as redes nos dias 24 e 25 de maio. Do total de material compartilhado nas redes, o sistema calcula que 53,4% apoiam explicitamente os atos; 27,2% são piadas; 8,4% são notícias, 6,5% contam casos do cotidiano. Apenas 4,5% são contrários aos protestos. 

O Rio de Janeiro é o estado em que mais se fala da greve, seguido por São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná. 

O levantamento mostra também que as mulheres são as que mais falam sobre o assunto e formam 55,% do público.

As hashtags #GreveDosCaminhoneiros ou #EuApoioaGravedosCaminhoreiros estiveram 406 vezes nos trending topics do Twiiter do Brasil e no mundo. 

Segundo o Google Trends, os protestos estão entre os dez assuntos mais comentado do país, nesta sexta (25).

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.