Negócio de impacto social é pouco conhecido no Brasil

Maioria dos empreendedores confunde modelo com filantropia, aponta levantamento

Danielle Brant Patricia Pamplona
São Paulo

O empreendedor brasileiro tem pouca noção do que é um negócio de impacto social e confunde o conceito com filantropia ou responsabilidade social, de acordo com resultados de uma pesquisa inédita realizada pelo Sebrae.

O levantamento foi feito com 81 empreendedores em sete estados brasileiros em maio de 2017. Os dados inicialmente foram levantados para serem usados por analistas do Sebrae, mas a entidade decidiu divulgar o resultado ao público nesta semana.

A pesquisa mostra que somente 9,7% dos entrevistados se aproximam da definição de impacto social, que é o produto ou serviço oferecido afetar as vidas dos consumidores, resolvendo um problema de desenvolvimento. 

Para 64,5% dos entrevistados, incluir pessoas de menor renda na cadeia de suprimentos seria o suficiente para que seu negócio fosse considerado como tendo impacto social. Já 8,1% acham que realizar ações filantrópicas, como doar dinheiro a entidades, é uma forma de impacto social. 

 

Para Heloisa Meneses, diretora técnica do Sebrae, a pesquisa evidencia a confusão entre negócio de impacto e filantropia. “A gente quis saber até que ponto o conceito estava absorvido pelo empreendedor. Tem uma confusão que precisamos resolver.”

Edgard Barki, coordenador do centro de empreendedorismo e negócios da FGV, avalia que o desconhecimento ocorre porque o tema é novo, mas diz que isso vem mudando. 

“O negócio social existe para ter impacto social. Ele se diferencia da filantropia porque se sustenta sem doações, e se diferencia do negócio tradicional porque não busca somente maximizar o lucro do acionista”, diz.

“O principal negócio das Casas Bahia é a baixa renda, mas não é por isso que a empresa é um negócio social.” 

Quem atua na área esbarra nessas confusões no dia a dia. Hamilton da Silva criou em 2015 o Saladorama, que leva alimentação saudável para favelas no país.

“O desafio é construir um fio condutor que diga o que é impacto social”, diz ele, que é vencedor da categoria Escolha do Leitor do Prêmio Empreendedor Social 2017. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.