Descrição de chapéu greve dos caminhoneiros

Trem carregado com diesel descarrila em Bauru e suspeita é que parafusos foram removidos

Cidade do interior de São Paulo recebe diesel e gasolina pela linha férrea

Manifestantes bloqueiam rodovias durante protesto dos caminhoneiros
Manifestantes bloqueiam rodovias durante protesto dos caminhoneiros - Miguel Schincariol/AFP
Bruno Mestrinelli
Bauru

Uma composição com dez vagões, carregada com 650 mil litros de óleo diesel, descarrilou em Bauru, pouco antes de chegar em uma distribuidora na manhã desta terça-feira (29).

A suspeita da Polícia Civil é de que o acidente tenha sido causado por sabotagem. A composição não tombou. 

"Soltaram os parafusos da junção dos trilhos, fazendo o trem descarrilar", afirmou o delegado da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), Marcelo Firmino, que foi até o local do acidente. 

Agora, a Polícia Civil vai investigar quem teria causado esse acidente. Foi instaurado um inquérito por perigo de desastre ferroviário, previsto no Código Penal. 

A cidade do interior de São Paulo recebe diesel e gasolina pela linha férrea. Não teve desabastecimento severo desses combustíveis até esta segunda-feira (28).

Apenas etanol estava em falta na cidade. Esse produto vem por caminhões e o produto não foi distribuído por causa de bloqueios nas estradas da região

Porém, um bloqueio ocorrido domingo (27) e na segunda (28) na porta das distribuidoras geraram desabastecimento em vários postos e corrida pelos combustíveis nos estabelecimentos. Há postos que só têm gasolina aditivada, e uma cota pequena de diesel, que está sendo reservada para ambulâncias. 

Mais cedo, o bloqueio perdeu força e alguns caminhões conseguiram sair para abastecimento dos postos. Porém, ainda há locais sem combustíveis para oferecer aos clientes.

Erramos: o texto foi alterado

O trem descarrilou, mas não tombou. O texto foi corrigido.
 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.