BC anuncia venda de mais US$ 10 bilhões na próxima semana

Autoridade monetária reage à nova disparada da moeda americana

Maeli Prado
Brasília

O Banco Central anunciou nesta quinta-feira (14) que ofertará outros US$ 10 bilhões em contratos de swap cambial na semana que vem, operação que equivale à venda de dólares no mercado futuro. 

 O objetivo é conter a nova disparada da moeda americana, que nesta quinta fechou acima dos R$ 3,80 pela primeira vez em uma semana. Na cotação comercial, a moeda avançou 2,61%, a R$ 3,8120. 

 Na semana passada, o BC anunciou que venderia mais de US$ 20 bilhões em contratos de swap até o final desta semana. Como a autoridade monetária já colocou boa parte do valor prometido, a avaliação é que há pressão do mercado por injeção de mais contratos. 

 

 A moeda americana avançou ante as principais divisas, após a alta dos juros nos Estados Unidos (na quarta) e o anúncio do Banco Central Europeu do fim do programa de compra de títulos, instrumento adotado após a crise econômica de 2008.

 "Para a semana que vem, o BC estima oferecer montante em torno de US$10 bilhões em contratos de swaps. Esse montante poderá ser ajustado para cima ou para baixo, dependendo das condições de mercado", afirmou o Banco Central em nota. "O Banco Central reafirma que não vê restrições para que o estoque de swaps cambiais exceda consideravelmente os volumes máximos atingidos no passado."

 A autoridade monetária disse ainda no texto que continuará acompanhando as condições do mercado para prover liquidez. 

 "Da mesma forma, o BC e o Tesouro Nacional continuarão a atuar de forma coordenada no mercado de juros para prover liquidez e contribuir para seu bom funcionamento".

ARSENAL AMPLIADO

Também nesta quinta, dentro de sua estratégia de retirar pressão do mercado e reduzir a tendência de alta dos juros futuros, o Tesouro anunciou que na próxima semana vai ampliar seu arsenal nos leilões diários de recompra de títulos públicos.

Além dos títulos prefixados NTN-F (Notas do Tesouro Nacional, série F, com pagamento semestral), passarão a ser recomprados também os títulos NTN-B (Notas do Tesouro Nacional, série B), que são indexados à inflação, e LTNs (Letras do Tesouro Nacional), prefixados que tem o pagamento no vencimento. 

O Tesouro ainda anunciou o cancelamento de um leilão tradicional de venda de títulos prefixados, que ocorreria na próxima quinta (21).

"Em razão das condições vigentes no mercado financeiro, o Tesouro Nacional informa o cancelamento do leilão de venda de prefixados (Letras do Tesouro Nacional – LTN e Notas do Tesouro Nacional, série F – NTN-F) previsto para 21/06/2018. Fica mantido o leilão de venda de Letras Financeiras do Tesouro – LFT previsto para o dia 21/06/2018", afirmou o Tesouro em nota. 

Segundo o órgão, poderão ser realizados leilões adicionais de recompra ao longo do dia, se necessário. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.