EUA firma acordo com ZTE para revogar proibição contra empresa

Indulto a companhia coincide com ameaças de Trump de criar mais taxas sobre itens chineses

Os Estados Unidos assinaram um acordo com a ZTE que abre caminho para que a empresa de tecnologia chinesa retome suas operações após uma proibição de quase três meses que impedia a companhia de fazer negócios com fornecedores norte-americanos, informou o Departamento de Comércio dos EUA nesta quarta-feira.

A proibição sobre a segunda maior fabricante de equipamentos de telecomunicações da China será removida assim que a companhia depositar US$ 400 milhões de dólares em uma conta de garantia em um banco norte-americano, informou o Departamento.

Com a proibição revogada, a ZTE, que emprega cerca de 80 mil pessoas, deverá reiniciar as principais atividades, o que removeria um ponto crítico da guerra comercial entre a China e os EUA.

O indulto para a ZTE coincide com uma nova ameaça do presidente norte-americano, Donald Trump, de aplicar tarifas de 10% sobre US$ 200 bilhões em produtos chineses.

Prédio da ZTE em Beijing, na China - AFP
Reuters
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.