Guerra comercial faz BMW aumentar preços de carros vendidos na China

Companhia é a maior exportadora de carros dos EUA para país asiático

São Paulo

A BMW vai aumentar preços de carros produzidos nos Estados Unidos e exportados para a China.

A partir desta segunda (30), o preço dos carros modelo X5 e X6 terão um aumento de 4% e 7% no mercado chinês, respectivamente.

A medida tem como objetivo repassar a consumidores parte do aumento de tarifas resultantes da guerra comercial entre China e Estados Unidos, que vem impondo custos adicionais para a circulação de uma série de produtos entre esses dois países.

Em julho, a china aumentou as tarifas para a importação de carros produzidos nos Estados Unidos de 15% para 40%.


A BMW tem sua maior fábrica no mundo na cidade americana de Spartanburg, na Carolina do Sul. Segundo o jornal Financial Times, a unidade exportou 70% dos mais de 370 mil veículos produzidos no ano passado.

A montadora é a empresa do setor que possui maior volume financeira de exportações dos Estados Unidos para a China.

O modelo X4, também produzido nos Estados Unidos, não deverá ter seu preço elevado. Isso porque a empresa prevê passar a montá-lo na China no futuro.

Antes da montadora alemã, a Tesla, de carros elétricos, também anunciou um aumento de preços nas vendas para a China.

A companhia deve aumentar os preços dos modelos S e X em cerca de 20%.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.