Quatro meses após acidente, Uber vai retomar testes de carros autônomos

Em março, mulher morreu após ser atropelada no Arizona (EUA) por carro autoguiado

San Francisco e Bangalore (Índia) | Reuters e AFP

A Uber informou nesta terça-feira (24) que está dando o primeiro passo para retomar seu programa de veículos autônomos, ao colocar suas unidades novamente nas ruas em "modo manual", com um motorista ao volante o tempo todo.

A companhia anunciou que seus veículos especialmente equipados voltarão a funcionar pela primeira vez após a interrupção dos testes por um acidente fatal no Arizona, sem informar uma data.

Carro autônomo do Uber, durante teste em 2016 - Associated Press

Em março, uma mulher morreu após ser atropelada pelo carro da Uber. A motorista estaria assistindo ao programa The Voice no momento do acidente.

Em um comunicado sobre o relançamento dos testes em Pittsburgh, na Pensilvânia, a Uber afirmou que irá começar no "modo manual, com um especialista atrás do volante controlando o veículo a todo o momento". 

"Embora estejamos ansiosos para retomar os testes de nosso sistema de veículos autônomos, vemos que o manejo manual é um primeiro passo importante para ter proteção", afirmou a companhia.

Os testes permitirão à Uber recolher informação em distintos cenários que serão recriados em simulações virtuais, e também desenvolver um mapeamento mais preciso para os veículos.

A Uber mantinha os testes com veículos autônomos em várias localidades nos Estados Unidos antes do acidente no Arizona.

FORD

A Ford também anunciou nesta segunda-feira que irá investir US$ 4 bilhões até 2023 em sua recém-criada unidade de veículos autônomos, a Ford Autonomous Vehicles, na tentativa de produzir carros autônomos nos próximos três anos.

A segunda maior montadora dos Estados Unidos disse que a nova unidade engloba integração de sistemas autônomos, pesquisa de veículos autônomos e engenharia avançada.

A unidade, que será comandada pelo vice-presidente Sherif Marakby, ficará sediada no campus da Ford em Corktown, em Detroit, e será detentora da participação da Ford na Argo AI - parceira de Pittsburgh para desenvolvimento de sistemas autônomos.

A Ford e a BMW planejam lançar carros autônomos em 2021. A também Tesla já falou sobre a criação de uma rede de carros autônomos.

A General Motors, maior montadora dos Estados Unidos, já possui uma unidade de veículos autônomos, a Cruise, adquirida em 2016.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.