Índice de confiança do empresário melhora em agosto, diz CNI

Levantamento com 2.838 empresas mostra que, apesar de recuperação, indicador segue abaixo da média

São Paulo

O ICEI (Índice de Confiança do Empresário Industrial) ultrapassou os 50 pontos e atingiu o patamar de confiança dos empresários no mês de agosto, segundo divulgado pela CNI (Confederação Nacional da Indústria), nesta segunda (20).

O indicador subiu 3,1 pontos em relação a julho e alcançou 53,3 pontos em agosto. Leituras abaixo de 50 pontos significam falta de confiança dos empresários para investir.

A confiança é maior nas grandes empresas, em que o indicador alcançou 54,4 pontos. Nas pequenas ficou em 51,2 pontos e, nas médias, em 53 pontos. Mesmo assim, o ICEI está abaixo da média histórica, que é de 54,1 pontos, e dos 55,5 pontos registrados em maio, antes da paralisação dos caminhoneiros.

O Índice de Expectativas subiu de 53,5 pontos em julho para 56,3 pontos em agosto. Com isso, continua a apontar otimismo dos empresários em relação ao desempenho da economia nos próximos seis meses.
 
O Índice de Condições Atuais subiu de 43,6 pontos em julho para 47,2 pontos em agosto. Mas ainda está abaixo dos 50 pontos, mostrando que os empresários ainda percebem a piora das condições atuais dos negócios. Em maio, antes da paralisação, o indicador estava em 50,1 pontos.
 
A pesquisa foi feita entre 1º e 13 de agosto com 2.838 empresas, das quais 1.126 são pequenas, 1.061 são médias e 651 são de grande porte.

 


 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.