Grupo de moda Michael Kors compra a grife Versace

Compra da casa italiana foi avaliada em R$ 8,7 bilhões

Milão | Reuters

O grupo de moda americano Michael Kors oficializou nesta terça-feira (25) a compra da casa italiana Versace, avaliada em € 1,83 bilhão (R$ 8,7 bilhões), confirmando as informações publicadas no dia anterior na imprensa.

"A aquisição da Versace é uma etapa importante para o nosso grupo e, com nossos recursos, acreditamos que a Versace crescerá para ultrapassar US$ 2 bilhões (R$ 8,1 bilhões) em faturamento", disse o diretor executivo da Michael Kors, John Idol.

Michael Kors concordou em comprar todas as ações da Versace, por meio de dinheiro, dívida e ações da Micha   el Kors Holding Ltd, que será renomeada como Capri Holdings Ltd.

A empresa americana de private equity Blackstone, que comprou 20% da Versace por € 210 milhões (R$ 997 milhões) em 2014, terá um ganho de capital de € 156 milhões (R$ 741 milhões) ao deixar o investimento, segundo cálculos da Reuters.

A família Versace, proprietária de 80% da casa de moda com sede em Milão, receberá € 150 milhões (R$ 712 milhões) do preço de compra das ações da Capri.

"É um momento muito motivador para a Versace, estou orgulhoso de que a marca continue sendo muito poderosa na moda e na cultura moderna", disse Donatella Versace, diretora artística e vice-presidente do grupo de mesmo nome.

Grupo americano Michael Kors compra grife italiana Versace
Grupo americano Michael Kors compra grife italiana Versace - Richard Drew/AP

Fundada em 1978 pelo designer Gianni Versace e seu irmão Santo, a Versace é um ícone da moda italiana com coleções de luxo e muito ousada.

A Versace, conhecida por seus designs arrojados e glamourosos e pelo logotipo de Medusa, era uma das marcas italianas de propriedade familiar citadas como alvos atraentes em uma época em que a indústria de luxo está aproveitando a alta demanda da China.

Após o assassinato do carismático Gianni em 1997, a marca passou por anos difíceis e recuperou seu prestígio graças a uma forte reorganização interna e ao talento de sua irmã Donatella.

As vendas do grupo cresceram entre 2009 e 2016, passando de € 268 milhões (R$ 1,2 bilhão) para € 668,7 (R$ 3,1 bilhões) antes de estagnar em 2017.

Michael Kors é uma marca de renome nos Estados Unidos e tem muitos seguidores entre celebridades como Michelle Obama, Catherine Zeta-Jones ou Nicole Kidman.

A aposta na Versace acontece no momento em que o grupo americano busca atualizar a imagem da marca Michael Kors e recuperar parte de seu poder de precificação. A combinação também visa revitalizar a Versace, que voltou a ter lucro líquido no ano passado.

No ano passado, a marca americana comprou a icônica marca de sapatos de luxo Jimmy Choo, por US$ 1,2 bilhão (cerca de R$ 3,7 bilhões, nos valores vigentes na época).

O grupo foi criado em 1981 por Michael Kors, 59 anos, que ainda é seu diretor criativo.

 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.