Trump diz que chefe do JPMorgan não é "esperto" o suficiente para ser presidente

Presidente dos EUA respondeu às criticas do banqueiro pelo Twitter

Washington

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, respondeu nesta quinta-feira (13) bruscamente ao banqueiro Jamie Dimon, dizendo que o executivo-chefe do JPMorgan não é “esperto” o suficiente para ser presidente, mas que de resto é maravilhoso.

O presidente republicano, conhecido por seus insultos pesados no Twitter, reagiu ao fato de Dimon ter dito na quarta-feira (14) que é mais esperto que Trump e que poderia derrotá-lo em uma disputa pela Casa Branca. Dimon logo recuou dos comentários em comunicado.

O presidente do JP Morgan fez críticas ao presidente Donald Trump em programa de TV - Reuters

“O problema de o banqueiro Jamie Dimon concorrer a presidente é que ele não tem a aptidão ou ‘esperteza’, fala mal em público e é muito nervoso —tirando isso ele é maravilhoso”, tuitou Trump.

Anteriormente, em evento no qual divulgava um investimento de US$ 500 milhões do JPMorgan em cidades, Dimon disse: “Acho que conseguiria derrotar Trump, porque sou tão durão quanto ele, e sou mais esperto que ele”, segundo a rede CNBC. “Não consigo derrotar o lado liberal do Partido Democrata”.

“Aliás, este nova-iorquino rico realmente ganhou seu dinheiro”, acrescentou Dimon. “Não foi um presente do papai”.

Trump se referiu muitas vezes a um empréstimo de US$ 1 milhão que ganhou do pai, um magnata do setor imobiliário, para iniciar seu próprio negócio.

Dimon, 62, já disse antes que não concorreria a presidente e que não tem temperamento para o cargo. Em janeiro, ele disse que espera continuar como executivo-chefe do JPMorgan Chase & Co por cerca de cinco anos.

O JPMorgan é o maior banco dos EUA em ativos.

Reuters
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.