Trump diz que não há necessidade de manter Canadá em novo Nafta

EUA, Canadá e México negociam um acordo comercial trilateral entre os países

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse neste sábado (1º) que não há necessidade política de incluir o Canadá no novo acordo comercial do Nafta (Acordo de Livre Comércio da América do Norte) e alertou o Congresso norte-americano a não interferir nas negociações.

"Se não fizermos um acordo justo para os EUA, após décadas de abuso, o Canadá estará fora. O Congresso não deve interferir nessas negociações ou simplesmente acabarei com o Nafta por completo e estaremos bem melhor assim", afirmou Trump em sua conta no Twitter.

"Lembrem-se, o Nafta foi um dos PIORES acordos comerciais já feitos. Os EUA perderam milhares de negócios e milhões de empregos. Estávamos bem melhor antes do Nafta, que nunca deveria ter sido assinado", disse ele também. 

"Eu amo o Canadá, mas eles têm tirado vantagem do nosso país por muitos anos!", afirmou, também na rede social. 

As declarações vem após uma semana de negociações para um acordo comercial entre Estados Unidos, México e Canadá. 

Parlamentares vinham alertando o presidente de que um acordo bilateral com o México, como havia sido inicialmente anunciado, poderia ter dificuldades para ser aprovado pelo Congresso, a não ser que o Canadá também estivesse incluído. O apoio dos democratas seria necessário para aprovar um acordo puramente bilateral, disseram os congressistas.

Nesta sexta (31), Trump chegou a dizer ao Congresso que pretendia assinar o acordo, se o Canadá "estiver disposto", em 90 dias.

No entanto, o presidente também disse a jornalistas da Bloomberg, em comentário off-the-record divulgado pelo Toronto Star, que as negociações só seriam feitas em seus termos. "Ao menos o Canadá sabe a minha posição", escreveu Trump em uma rede social, após criticar o vazamento da declaração.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.