BC da Argentina prevê inflação mais alta em meio a crise econômica

Expectativa é que moeda argentina fique em uma média de 43 pesos por dólar em dezembro

Reuters

Economistas estimam que a inflação argentina subirá a 44,8% em 2018, ante previsão de 40,3% no mês passado, mostrou uma pesquisa do Banco Central nesta terça-feira (2).

Também de acordo com o documento, o PIB (Produto Interno Bruto) da Argentina deve diminuir 2,5% no fim do ano. Em setembro, a estimativa era de contração de 1,9%.

Analistas do banco central também previram que o peso argentino iria se depreciar para uma média de 43 pesos por dólar em dezembro.

Este ano, a moeda argentina já perdeu mais de 50% de seu valor em relação ao dólar.

O país atingido pela recessão anunciou recentemente um acordo de financiamento de US$ 57 bilhões de dólares com o FMI (Fundo Monetário Internacional) para resgatar a confiança de investidores, o que permitiria que o país pagasse o serviço da sua dívida externa em 2019.

 
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.