Elon Musk comprará US$ 20 milhões em ações da Tesla para encerrar processo nos EUA

Medida deve encerrar processo de fraude relacionado a publicações que o executivo fez no Twitter

Nova York | Reuters

O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, comprará ações da empresa no valor de US$ 20 milhões (R$ 74 milhões) na próxima sessão de negociação aberta, informou a montadora em um comunicado nesta quarta-feira (17).

A Tesla e Musk concordaram em pagar US$ 20 milhões cada em um acordo com o regulador americano de valores mobiliários, Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês), para encerrar um processo de fraude relacionado a publicações que o executivo fez em agosto no Twitter.

A montadora disse que a compra foi separada e independente do acordo entre Musk, Tesla e a SEC.

No fim de setembro,   Musk havia se recusado a pagar multa e a abrir mão do cargo de presidente do conselho da montadora de carros elétricos Tesla por dois anos como parte de um acordo com a SEC, segundo a rede de televisão CNBC nesta sexta-feira, citando fontes.

O acordo também exigiria que a Tesla nomeasse dois novos conselheiros independentes.

A SEC entrou com uma ação contra Elon Musk, acusando o executivo-chefe da Tesla de fazer declarações públicas falsas com potencial de prejudicar investidores da companhia.

A medida está relacionada a uma postagem que Musk fez em uma rede social em 7 de agosto. Nela, afirmou ter "fundos garantidos" para fechar o capital da Tesla.

Dias depois de causar rebuliço no mercado financeiro, Musk voltou atrás e afirmou que a montadora de carros elétricos continuaria com as ações cotadas em Bolsa.

A SEC disse que Musk sabia ou foi imprudente em não saber que suas declarações eram falsas ou enganosas.

"Na verdade e de fato, Musk não havia sequer discutido, muito menos confirmado, os principais termos do acordo, incluindo o preço, com qualquer fonte potencial de financiamento", disse a autoridade em seu processo.

Após a postagem, Musk explicou que esteve em negociações com o fundo soberano da Arábia Saudita e sentiu-se confiante de que o financiamento viria a seu preço proposto de US$ 420 por ação.

Ao jornal The New York Times, afirmou que seu tuíte não havia sido revisado e que vivia o seu pior ano.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.