XP ganha autorização do BC para iniciar criação de um banco

Plano é que instituição comece a prestar serviços a partir do segundo semestre de 2019

Tássia Kastner
São Paulo

A XP Investimentos, maior corretora independente do país, recebeu autorização do Banco Central para iniciar a criação de um banco. A expectativa é que o processo seja concluído no segundo semestre de 2019, quando o banco deve começar a prestar serviços.

Depois de estruturar o banco, a XP precisará ainda de um novo aval do BC, que é a licença de operação.

O Banco XP será voltado a clientes da corretora, que terão acesso a empréstimo com garantia em investimentos. A ideia é permitir que, em situações de emergência, o investidor não precise se desfazer de ativos.

Outro produto será a antecipação de resgate de investimentos sem liquidez. Se o investidor quiser sair de um CDB que tem prazo de quatro anos com apenas um ano, ele poderá solicitar a antecipação, em um sistema semelhante ao que fazem lojistas e as compras com cartão de crédito.

Guilherme Benchimol, da XP Investimentos
Guilherme Benchimol, da XP Investimentos - Joel Silva/Folhapress

Produtos tradicionais de bancos de varejo, como conta-corrente e cartão de crédito, devem ficar para o futuro, segundo uma fonte a par do assunto. Taxas de juros e condições para os serviços ainda não foram divulgadas.

Ainda não há detalhes de quanto deve ser investido no projeto e nem quem deve presidir o banco. O comando da nova instituição não deve, porém, ficar com Guilherme Benchimol, fundador e presidente da XP.

Benchimol planejava ter banco de varejo ligado à corretora pelo menos desde 2013. O projeto não saiu do papel porque poderia atrapalhar a abertura de capital da empresa, o que voltou ao radar neste ano, após a aquisição de fatia minoritária pelo Itaú.

Apesar da venda, fundos de private equity ainda têm participação na corretora e procuram o caminho de saída, o que poderia ser feito pela venda de ações em Bolsa. O plano é a listagem na Nasdaq, a mesma escolhida pela empresa de maquininhas de cartão Stone neste ano.

Procurado, o Banco Central disse que, em 13 de dezembro, autorizou a constituição do Banco XP, um banco múltiplo com as carteiras comercial e de investimento. A autorização para o funcionamento será concedida tão logo sejam atendidas as demais exigências estabelecidas na regulamentação em vigor (constituição da empresa, integralização do capital, implementação da estrutura operacional, eleição dos dirigentes, entre outras providências).

Procurada, a XP não quis comentar. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.