A empresários Bolsonaro diz que quer restabelecer confiança e contar com Congresso

Presidente afirma que Brasil flertava com a esquerda, mas a população disse não ao populismo

São Paulo

Em discurso durante jantar em sua homenagem no Fórum Econômico Mundial, que acontece nesta semana em Davos (Suíça), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse querer reestabelecer a confiança no Brasil.

Em tom de brincadeira, Bolsonaro obteve risadas da plateia ao dizer que no evento contava com US$ 23 trilhões (em referência ao patrimônio dos presentes e das organizações que representam) e que, para o Brasil, bastaria 10% disso.

No discurso de pouco mais de três minutos, que teve sua gravação em vídeo divulgada pelo presidente no Twitter, Bolsonaro afirmou que o Brasil flertava com a esquerda. Segundo ele, a população disse que não quer mais o comunismo.

O presidente brasileiro afirmou ter montado uma boa equipe para administrar o país, em especial na economia. 

Também disse esperar o apoio do Congresso e lembrou da necessidade de reformas, como a da Previdência.

Mais cedo, Bolsonaro também discursou em auditório com capacidade de receber 1.259 espectadores nesta terça-feira, em sua primeira participação em um palco internacional como presidente.

A sessão durou 15 minutos, e Bolsonaro respondeu a perguntas feitas por Klaus Schwab, presidente do Fórum Econômico Mundial.
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.