Descrição de chapéu Financial Times

Conselho da Renault deve anunciar substituto de Ghosn na quinta-feira

Presidente-executivo da Michelin deve ser apontado como presidente do conselho

Paris | Financial Times

A montadora de automóveis francesa Renault convocou uma reunião de seu conselho para a quinta-feira  (24) na qual Carlos Ghosn, que continua preso no Japão, deve ser substituído no comando da companhia.

Os membros do conselho devem apontar Jean-Dominique Senard, presidente-executivo da Michelin, como presidente do conselho.

Thierry Bolloré, que vem dirigindo as operações cotidianas da empresa na ausência de Ghosn, deve se tornar o novo presidente-executivo da Renault, de acordo com pessoas informadas sobre o assunto.  

Ghosn vem se afirmando inocente desde que foi detido em novembro, sob acusações de delitos de conduta financeira na Nissan, parceira da Renault em uma aliança automotiva, mas seus recentes pedidos de liberdade sob fiança foram negados, o que significa que ficará na cadeia por pelo menos mais alguns meses.

A Renault manteve Ghosn como seu presidente-executivo e do conselho, ao contrário da Nissan, que agiu rapidamente para destitui-lo, depois da detenção.

Uma investigação interna da Renault não encontrou quaisquer irregularidades quanto à remuneração de Ghosn na montadora francesa, mas o fato de que ele está impedido de retornar ao comando da empresa levou o governo francês, que detém 15% das ações da montadora, a agir.

"A Renault precisa de governança sustentável", disse Bruno Le Maire, ministro das finanças da França, na semana passada. "O Estado, como acionista, quer que uma reunião do conselho seja convocada nos próximos dias, e a indicação de uma nova governança estável e sustentável".

Tradução de PAULO MIGLIACCI

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.