Descrição de chapéu Agora

IPVA de São Paulo pode ser parcelado no cartão de crédito

Governo credencia empresas que fornecem máquinas de pagamento para receber imposto

São Paulo | Agora

A Secretaria de Estado da Fazenda e Planejamento assinou nesta quarta-feira (9) convênio com duas operadoras financeiras que permitirá ao contribuinte parcelar o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) 2019 por meio do cartão de crédito.

A medida também contempla o pagamento do Dpvat (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) e o licenciamento.

Até o final desta quinta-feira, o governo deve disponibilizar um link com informações sobre como fazer os pagamentos junto as empresas habilitadas, as fintechs (companhias de novas tecnologias financeiras) Taki e PinPag.

O pagamento pode ser feito em lojas físicas que tenham as maquinas para receber via cartão das empresas.


As empresas credenciadas emitem dois comprovantes: o da transação do crédito e da quitação do débito. As empresas credenciadas também definem o número de parcelas e os juros a serem cobrados dos contribuintes.


Outras companhias podem se credenciar para receber o imposto.


Essa forma de pagamento é válida só para débitos não inscritos na dívida ativa, ou seja, para o calendário deste ano.

Segundo o estado, a medida cria um ambiente seguro para os proprietários de veículos, que têm a garantia de que o imposto recolhido foi repassado à Fazenda.

Acaba nesta quinta-feira (10) o prazo para proprietários de veículos com placa final 2 que queiram quitar o IPVA à vista (com desconto de 3%) ou parcelar em três vezes.

Nesta sexta será a vez dos veículos com placa final 3. Quem perder a data-limite ainda pode quitar o IPVA em fevereiro, em uma parcela e sem desconto.

Também é preciso pagar o Dpvat com a primeira parcela do IPVA ou a cota única.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.