Cade aprova venda de distribuidora da Eletrobras

Privatização havia sido questionada por concorrente do grupo Oliveira, vencedor do leilão

São Paulo

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) deu aval à venda da distribuidora da Eletrobras  Amazonas Energia ao consórcio Oliveria/Atem. 

A aquisição havia sido questionada, como mostrou o Folha, sob suspeita de que a venda poderia provocar concentração de mercado, já que as duas empresas que compõem o consórcio já atuavam no segmento de energia na região.  

O questionamento foi apresentado por uma empresa concorrente do grupo Oliveira, a Gopower & Air. 

A preocupação é que a Oliveira, principal fornecedor de geradores elétricos da distribuidora, pudesse fechar o mercado a partir do momento que passasse a ser controlador da distribuidora, contratante dos serviços —o que o grupo nega. 

A Gopower & Air também aluga geradores à Amazonas Energia, mas em menor quantidade. 

O grupo Oliveira recebeu da Amazonas Energia R$ 143 milhões pelo aluguel de geradores em 2017, segundo os dados mais recentes divulgados. Isso representa cerca de 51% do total gasto pela distribuidora no ano com esse tipo de despesa. O restante foi distribuído entre outras cinco empresas —a Gopower ficou com 6%.

A decisão favorável poderá ser questionada por meio de recurso, que poderá ser apresentado em um  prazo de até quinze dias.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.