Conta de luz continuará sem sobretaxa em março, com bandeira verde

Aneel diz que, embora tenha chovido pouco em janeiro, geração de energia permanece alta

Agência Brasil

A bandeira tarifária que será aplicada nas contas de luz em março será verde, ou seja, sem custo extra para os consumidores, de acordo com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). A bandeira verde é aplicada desde dezembro do ano passado.

Usina hidrelétrica de Itaipu
Usina hidrelétrica de Itaipu - Norberto Duarte - 21.dez.18/AFP

Em nota, a Aneel diz que, apesar da pouca ocorrência de chuvas em janeiro, “o nível de produção da energia hidrelétrica no país ainda se mantém elevado”, o que garante a manutenção da bandeira verde. 

O sistema de bandeiras tarifárias, criado pela Aneel, sinaliza o custo real da energia gerada. As cores verde, amarelo ou vermelho, nos patamares 1 e 2, indicam se a energia custará mais ou menos de acordo com as condições de geração.

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) deve avaliar em reunião na próxima terça-feira (26) uma proposta que prevê aumentar os custos extras gerados pelo acionamento das bandeiras.

As bandeiras também teriam mudanças em parâmetros técnicos que levam ao seu acionamento, com as alterações válidas a partir de maio.

Pela proposta da área técnica da agência, que deve ser colocada em audiência pública, o custo extra gerado pela bandeira vermelha nível 2, a mais crítica na escala do mecanismo, passaria a R$ 60 por megawatt-hora (ou R$ 6 a cada cem quilowatts-hora), ante R$ 50/MWh atualmente.

A bandeira vermelha iria para R$ 35, de R$ 30 atuais, enquanto a amarela passaria para R$ 15, ante R$ 10 hoje.

Com a Reuters

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.