Descrição de chapéu Previdência Governo Bolsonaro

Pacote anticrime não atrapalha andamento da reforma da Previdência, diz Moro

Governo apresenta medidas anticorrupção um dia antes de apresentar PEC da Previdência

Thiago Resende Gustavo Uribe
Brasília

O ministro Sergio Moro (Justiça) disse nesta terça-feira (19) que o pacote anticrime e anticorrupção, a ser apresentado ao Congresso à tarde, não atrapalha o andamento da reforma da Previdência, medida econômica e que deve ser encaminhada na quarta-feira (20).

"As duas mudanças não são incompatíveis. No fundo, na minha opinião, uma reforça a outra porque todas elas caminham no sentido de trazer ao país melhor ambiente econômico e na qualidade de vida das pessoas", afirmou Moro.

Alguns líderes de partidos na Câmara já questionaram a tramitação simultânea do pacote de Moro com a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) para endurecer regras de aposentadorias, pois o governo deveria escolher qual é a prioridade.

Ministro da Justiça, Sergio Moro
Ministro da Justiça, Sergio Moro - AFP

Mas os interlocutores do Palácio do Planalto no Congresso não acreditam que uma medida irá prejudicar a tramitação da outra.

O ministro da Justiça declarou ainda que a reforma da Previdência é uma medida necessária e reforçou o apoio à proposta.

O presidente Jair Bolsonaro deve assinar a PEC na quarta-feira e ir pessoalmente entregar o texto ao Congresso.

Para o pacote anticrime, o governo enviará três projetos de lei que tratam do combate a crime organizado, crime violento e corrupção.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.