YouTube muda política de avisos de conteúdo inadequado

Objetivo seria dar mais consistência à aplicação das punições e transparência às comunicações

Nelson de Sá
São Paulo

O YouTube, do Google, alterou o sistema de avisos aos usuários que publicarem conteúdo considerado inadequado na plataforma.

A principal mudança é que, a partir desta segunda (25), o canal que subir vídeo "que viola as diretrizes da comunidade pela primeira vez" receberá um alerta simples, sem qualquer punição além da remoção imediata do conteúdo pelo YouTube.

00
Prédio do YouTube em San Bruno, na Califórnia - Josh Edelson/AFP

Até então, quando um usuário violava as diretrizes pela primeira vez ele já recebia uma suspensão de 90 dias das transmissões ao vivo.

As mudanças foram feitas após o YouTube consultar "criadores de conteúdo para entender o que precisava ser melhorado". Outras alterações se referem aos três avisos seguintes, a partir de novas transgressões do mesmo usuário.

O primeiro aviso resultará na suspensão de novos conteúdos no canal por uma semana, inclusive transmissão ao vivo. O segundo, numa suspensão de duas semanas. O terceiro, no encerramento do canal. O usuário, de qualquer maneira, poderá "contestar a decisão caso a considere incorreta".

O objetivo seria, segundo o YouTube, alcançar mais "consistência na aplicação de penalizações e transparência sobre o impacto dos avisos".

O anúncio das mudanças, no final da última semana, coincidiu com uma controvérsia protagonizada pelos youtubers Felipe Neto, um dos maiores do país, e Nando Moura.

Neto afirmou que a monetização —transferência de verba publicitária pelo YouTube— do canal de Moura havia sido suspensa por "discursos de ódio, preconceito e fake news". Procurado, o YouTube informou que não suspendeu a monetização do canal.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.