Bolsonaro tem 'um amor muito grande' pelos caminhoneiros, diz ministro

Após live no Facebook ser mal recebida, ministro e presidente prometem novas ações

São Paulo

Na noite desta sexta-feira (29), o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, usou sua conta no Twitter para divulgar um vídeo no qual aparecem o presidente Jair Bolsonaro (PSL) e o ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciando novas medidas a favor dos caminhoneiros. Eles prometeram aumentar a fiscalização pelo cumprimento da lei do frete mínimo, criar pontos de descansos e melhorar as estradas.

Tanto o presidente como o ministro iniciam seus vídeos chamando os motoristas de “amigos caminhoneiros”. Freitas afirma que o presidente “tem um amor muito grande pela categoria”. O presidente não havia publicado o vídeo em nenhuma das suas redes até as 23h desta sexta.

Bolsonaro havia prometido o anúncio de novas medidas na quinta-feira (28), quando fez uma transmissão ao vivo pelo Facebook na qual divulgou a nova política de preços e a criação de um cartão pré-pago de combustíveis para os caminhoneiros. As medidas visam aumentar a previsibilidade de gastos dos motoristas.

00
Na montagem dos vídeos, Bolsonaro aparece primeiro apresentando o ministro Tarcísio Freitas, que anuncia as novas medidas - Reprodução/Twitter

A mensagem de quinta não foi bem recebida pelos caminhoneiros, que têm falado sobre a possibilidade de uma nova paralisação . "A categoria não tem dinheiro para comer, como vai ter condições para gastar R$ 5 mil para adiantar o óleo diesel [no cartão pré-pago]", afirmou Ariovaldo Junior Almeida, diretor do Sindicato dos Caminhoneiros de Ourinhos, interior de São Paulo, sobre a possibilidade de adiantar a compra de combustível com o cartão, fixando o preço pago por litro de diesel.

“Foi a mesma coisa que jogar gasolina em fogo. É muito tempo que estamos esperando por um posicionamento", disse Plínio Dias, presidente do Sinditac-PR (Sindicato dos Transportadores Autônomos do Paraná).

No vídeo de sexta, o ministro frisou as medidas relacionadas ao preço do diesel e afirmou que o governo irá aumentar a fiscalização nas rodovias para que a tabela do frete seja cumprida. Também prometeu a construção de postos de descanso e a melhoria das estradas. O pagamento de um valor mínimo pelas transportadoras é uma das principais reivindicações do setor.

“O presidente determinou que o ministério trabalhe para melhorar a condição de vida dos caminhoneiros na estrada. Ele tem um amor muito grande pela categoria e é isso que nós vamos fazer. Vamos intensificar a fiscalização do cumprimento da lei do piso mínimo do frete, vamos construir postos de parada nas rodovias concessionadas, junto dos serviços ao usuário”, afirma Tarcísio em vídeo feito pelo celular, como se fosse uma selfie.

O ministro também anunciou que em abril será feito um teste (projeto-piloto) do Documento de Transporte Eletrônico, no Espirito Santo. O sistema também é pedido pelos caminhoneiros pois promete facilitar a fiscalização e a punição contra as transportadoras que não obedecerem as regras de carga.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.