China faz acordo para compra de 300 aviões da Airbus

Negociação faz parte de pacote de pactos comerciais durante visita do presidente chinês à Europa

Paris | Reuters

A fabricante europeia de aviões Airbus conseguiu encomenda de 290 aviões A320 e 10 aeronaves A350 da China, informou o governo da França nesta segunda-feira (25), após um atraso de mais de um ano nas negociações.

O acordo faz parte de um pacote de pactos comerciais a serem acertados durante visita à Europa do presidente chinês, Xi Jinping.

Detalhes da compra não foram informados pelo governo francês.

AFP

O presidente Emmanuel Macron não havia conseguido obter a encomenda de aviões da China durante uma viagem ao país no início de 2018, e o governo francês e a Airbus vinham trabalhando desde então para salvá-la.

Macron disse, na época, que a China compraria 184 jatos A320, um pedido no valor de 18 bilhões de dólares a preços de tabela das aeronaves.

Xi chegou à França no domingo para uma visita de Estado de três dias, depois de ter passado pela Itália.

"A conclusão de um grande contrato (de aviação)...é um passo importante e um excelente sinal no atual contexto", disse Macron em comunicado conjunto com Xi Jinping.

A encomenda foi feita pela China Aviation Supplies Holding Company.

Em fevereiro deste ano, a Airbus anunciou o fim da produção do A380, maior avião do mundo. Redução de encomendas da Emirates, maior cliente, foi fatal para o modelo apresentado em 2005. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.