Maior exportadora de café do país distribui R$ 50 mi a cooperados

Presidente da cooperativa diz que exportações não foram maiores devido à greve dos caminhoneiros

Marcelo Toledo
Ribeirão Preto

Principal exportadora de café do Brasil, a Cooxupé, cooperativa de Guaxupé (MG), distribuirá R$ 50 milhões aos seus cooperados, o que representa 70% a mais do que o total do ano anterior.

Os valores foram anunciados nesta sexta-feira (29) em assembleia realizada na cidade mineira e se referem às sobras da cooperativa, com base nos resultados de 2018. No ano anterior, a distribuição foi de R$ 29,5 milhões.

Do total, os produtores receberão R$ 29,98 milhões em espécie, enquanto outros R$ 20,06 milhões serão destinados a uma poupança dos produtores administrada pela cooperativa. No total, são 14.500 cooperados.

00
Sacas com grãos de café da Cooxupé, em Minas Gerais - Folhapress

De acordo com o balanço divulgado, o faturamento da cooperativa atingiu R$ 3,793 bilhões em 2018, ante os R$ 3,675 bilhões do ano anterior.

Foram recebidas pela Cooxupé 6,45 milhões de sacas de café de 60 quilos cada e embarcadas 5,23 milhões, das quais 3,92 milhões destinadas à exportação para 51 países –queda de 3,3%.

Por meio de um comunicado, o presidente da cooperativa, Carlos Paulino, afirmou que as exportações diretas não foram maiores devido à greve dos caminhoneiros, em maio.

A exportação de cafés especiais, por sua vez, apresentou alta. A SMC Specialty Coffees, empresa controlada pela Cooxupé, exportou 87.866 sacas, o que representou um crescimento de 35% em comparação com 2017.

A cooperativa atua no Sul de Minas Gerais, no Cerrado Mineiro e na chamada Média Mogiana, em São Paulo.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.