Descrição de chapéu The Wall Street Journal

Twitter registra crescimento em usuários diários e nas receitas

Resultado representa o sexto trimestre consecutivo da empresa no azul

Nova York | The Wall Street Journal

O Twitter reportou crescimento em seu número diário de usuários e alta de lucros nesta terça-feira (23), um sinal de que as alterações da companhia em seu produto estão estabilizando seus negócios.

O número diário de usuários diários subiu em 6% no primeiro trimestre, para 134 milhões, ante 126 milhões nos três meses anteriores, principalmente por efeito da força do serviço nos mercados internacionais.

A receita subiu em 18%, para US$ 787 milhões (R$ 3,11 bilhões) no primeiro trimestre, ante US$ 665 milhões (R$ 2,63 bilhões) no período no ano anterior. O resultado foi um declínio sequencial com relação ao quarto trimestre, que costuma ser o período de gastos mais pesados pelos anunciantes, mas ainda assim um resultado superior aos US$ 774 milhões projetados pelos analistas, de acordo com a FactSet.

Twitter registra crescimento nos lucros e no número diário de usuários
Twitter registra crescimento nos lucros e no número diário de usuários - Kacper Pempel/Reuters

O lucro líquido da empresa subiu a US$ 191 milhões, ante US$ 61 milhões no período em 2018, e representa o sexto trimestre consecutivo da empresa no azul, depois de anos de prejuízos sustentados.

Uma peça central nas mudanças do Twitter é um esforço para promover o diálogo saudável, depois de dificuldades da empresa em reprimir comportamentos nocivos.

A companhia também está tentando criar uma plataforma mais conversacional.

Jack Dorsey, presidente-executivo do Twitter, disse que sua empresa agora adota uma abordagem mais proativa para combater abusos e seus efeitos sobre a plataforma.

"Estamos reduzindo o fardo para as vítimas, e quando possível agindo antes que abusos sejam reportados", disse Dorsey.

No começo do mês, o Twitter anunciou que estava usando tecnologia para revelar proativamente tuítes abusivos, que suas equipes revisam. Antes, os usuários do serviço precisavam denunciar os tuítes abusivos para que a companhia os removesse. Agora, cerca de 38% do conteúdo abusivo que o Twitter remove é identificado por algoritmos de aprendizado por máquina.

Não é a primeira vez que o Twitter usa esse tipo de tecnologia, mas antes ela era empregada para filtrar spam e não linguagem abusiva.

O Twitter colocou em operação um novo processo de recurso para priorizar melhor os tuítes que devem ser removidos por conterem informações pessoais e privativas sobre seus usuários. Hoje, o Twitter remove 250% mais tuítes que revelam informações pessoais do que antes do lançamento desse recurso.

Para os negócios do Twitter, tentar reduzir os abusos e o conteúdo negativo pode ter efeitos favoráveis e desfavoráveis. Em trimestres anteriores, o declínio no número de contas de usuários foi atribuído em parte a esforços para expurgar contas de spam e que violavam as regras do serviço.

Mas uma plataforma na qual acontecem menos abusos pode reter mais usuários e atenuar os temores dos anunciantes quanto a verem suas mensagens postadas em companhia de tuítes ofensivos.

O Twitter agora está trabalhando para tornar sua plataforma mais conversacional. A empresa está testando uma nova versão de seu app, chamada twttr, que combina mensagens e respostas em um design mais intuitivo e que facilita acompanhar as discussões.

A empresa também planeja iniciar experiências quanto a formas de dar aos usuários maior controle sobre suas conversações, oferecendo-lhe a opção de ocultar respostas aos seus tuítes.

O Twitter também alterou sua plataforma de outras maneiras no trimestre, atraindo mais usuários ao app e reforçando a efetividade da publicidade veiculada nele; elas incluem um algoritmo mais refinado para mostrar apps mais personalizados aos usuários, e um sistema que ajusta o tamanho da tela de vídeo.

"Jamais tivemos tanta confiança em nossa estratégia e execução", disse Ned Segal, vice-presidente de finanças do Twitter.

A empresa aumentou seu quadro de funcionários no primeiro trimestre para cerca de 4,1 mil pessoas, ante 3,9 mil no trimestre anterior.

Os planos futuros do Twitter incluem investir mais na promoção do diálogo saudável na plataforma; a companhia antecipa alta de 20% em suas despesas operacionais em 2019.

O Twitter projeta alta de receita para entre US$ 770 milhões e US$ 830 milhões no segundo trimestre.
 
The Wall Street Journal, tradução de Paulo Migliacci

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.