Descrição de chapéu Governo Bolsonaro Previdência

Bolsonaro diz que Congresso vai 'fazer sua parte e aprovar Previdência'

Em live no Facebook, presidente afirmou que vai anunciar 13º salário do Bolsa Família

São Paulo

Em transmissão ao vivo no Facebook, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que recebeu deputados “quase individualmente” na manhã desta quinta-feira (4) para falar sobre a reforma da Previdência.

Segundo Bolsonaro, não houve promessa de cargos. “Quem ontem falou que haveria questões envolvendo cargos, caiu do cavalo”, afirmou.

O presidente disse que o Congresso vai aprovar as mudanças da aposentadoria.

“O Parlamento vai fazer sua parte não só na reforma da Previdência, como em todas as nossas reformas”, disse. Bolsonaro se reuniu com líderes do PRB, PSD, PSDB, DEM, PP e MDB.

O presidente Jair Bolsonaro divulga em live o perfil no Twitter do ministro da Justiça, Sergio Moro
O presidente Jair Bolsonaro divulga em live o perfil no Twitter do ministro da Justiça, Sergio Moro - Reprodução/Facebook

Após reunião, Romero Jucá (MDB) afirmou que a sigla irá apoia a PEC. “Foi um tema trazido pelo MDB no governo Michel Temer” e, por isso, continuará sendo defendido pelo partido.

“Somos favoráveis, mas questões específicas serão discutidas”, afirmou.

Geraldo Alckmin (PSDB) também defendeu a reforma, mas disse que o PSDB manterá sua posição de independência em relação ao governo, "não há nenhum tipo de troca, não participaremos do governo, não aceitamos cargo do governo, e votamos com o Brasil", disse.

"O importante na reforma é idade mínima e tempo de transição. A reforma é muito complexa, muito detalhista, muito longa", comentou. "Nós não aprovaremos nenhum benefício menor que um salário mínimo. O BPC (Benefício de Prestação Continuada) nós somos contra, como também a questão rural. Se há diferença de idade na área urbana, por que não há na área rural?", questionou.

O presidente do DEM, ACM Neto, afirmou que poderá fechar questão em votação da reforma.

Já o PSD de Gilberto Kassab afirmou que vai  "preservar a independência de seus congressistas".

Kassab afirmou que Bolsonaro não ofereceu cargos e espaço no governo em troca de apoio à reforma da Previdência. “Seria até uma agressão isso”, disse.

BOLSA FAMÍLIA

Promessa durante a campanha, Bolsonaro afirmou na trasmissão desta quinta-feira que irá anunciar na próxima semana o 13º salário para as famílias que recebem Bolsa Família. 

Segundo ele, o dinheiro virá do combate a fraude no programa.

Erramos: o texto foi alterado

Diferentemente do publicado em versão anterior deste texto, o partido de Gilberto Kassab é o PSD, e não o PSL.
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.