Centrais se preparam para chamar greve geral contra Previdência em atos do 1º de Maio; veja locais

Pela primeira vez na história, as principais centrais brasileiras realizarão atos unificados

São Paulo

As principais centrais sindicais brasileiras estarão reunidas pela primeira vez na história em atos unificados pelo Dia do Trabalhador nesta quarta-feira (1º).

Segundo a organização, haverá manifestações políticas e culturais em 13 estados, além do Distrito Federal.

O grupo vai anunciar uma greve geral nacional para o dia 14 de junho contra a reforma da Previdência, que tramita na Câmara dos Deputados.

Para garantir a participação de todas as centrais, foi definida uma pauta mínima: em defesa dos direitos dos trabalhadores; contra o fim da aposentadoria; pela geração de novas vagas de empregos e salários decentes.

Dirigentes sindicais chegaram a propor que houvesse a inclusão do movimento "Lula Livre" na pauta. 
Porém, segundo organizadores, a Conlutas --ligada ao PSTU-- não concordou.

Participam CUT, Força Sindical, CTB, UGT, Intersindical, CSB, CGTB, Nova Central, CSP-Conlutas, além das frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

Com um orçamento de R$ 700 mil --fruto do rateio das centrais-- os sindicalistas pretendem reunir 200 mil pessoas no Vale do Anhangabaú, na região central de São Paulo.

Na capital paulista, a programação começa às 11h. 

Além da fala dos organizadores, haverá espaço para discursos de três minutos de lideranças políticas, como do PT, PSOL e PDT, e de representantes da UNE (União Nacional dos Estudantes) e do Fórum Nacional das Mulheres.

A partir das 14h, seguem as apresentações musicais, como a da cantora Lecy Brandão e as das duplas Maiara e Maraísa e Simone e Simaria. Ludmilla fecha às 19h.

Copatrocinador do ato, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), garantiu o fornecimento de banheiros químicos e grades e deu suporte para a instalação do palco. Convidado por Paulinho da Força, Covas avisou que irá ao Vale do Anhangabaú.

Programação na cidade de São Paulo, no Vale do Anhangabaú

Ato político:

11h - representantes das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, Fórum Nacional das Mulheres e lideranças do PT no estado de São Paulo
12h - lideranças nacionais de partidos (PT, PCdoB, PSOL, PCO, PSB, PSTU, Solidariedade, PSD e PDT)
13h - presidentes das centrais (CUT, Força Sindical, CTB, UGT, Intersindical, CSB, CGTB, Nova Central, CSP-Conlutas)

Shows: a partir das 14h;  Ludmilla sobe ao palco às 19h para encerrar a programção
20h30 - fim do ato 

Programação em outras cidades de SP

Campinas 
9h30 - concentração no Largo do Pará com caminhada até o Largo da Catedral
10h30 - ato no Largo da Catedral
11h -  ida ao 1º de maio em São Paulo, no Vale do Anhangabaú 
*a missa dos trabalhadores na Catedral será das 9h às 10h30

Osasco
6h30 - 11º Desafio dos Trabalhadores, tradicional corrida e caminhada de rua do dia 1º de maio, com concentração a partir das 6h30

São Bernardo do Campo

9h - concentração na rua João Basso, 231, com procissão até a Igreja da Matriz
9h30 - missa

Sorocaba
14h às 22h - o Sindicato dos Metalúrgicos de Sorocaba e Região (SMetal) organiza um ato político-cultural no Parque dos Espanhóis, com a presença de Ana Cañas, Detonautas, Francisco El Hombre, entre outros.

Programação em outros estados

Bahia 
14h - 1º de maio unificado no Farol da Barra, em Salvador

Brasília
13h – ato no Taguaparque, com apresentações culturais de Vanessa da Mata, Odair José, Israel e Rodolffo, entre outras atrações locais

Ceará
15h - ato unificado na Praia de Iracema, em Fortaleza, com concentração na avenida Beira Mar, próximo ao espigão da Rui Barbosa.

Goiás
14h - concentração na praça Cívica, em frente ao Coreto. Às 17h haverá ato político e atividades culturais com shows e outras atrações na Praça Universitária

Mato Grosso
16h - ato político e cultural, com artistas regionais, na praça Cultural do bairro Jardim Vitória, em Cuiabá

Mato Grosso do Sul
9h às 12h - ato unificado na aua Anacá com a rua Barueri, bairro Moreninha II

Paraíba
14h - Caminhada com concentração em frente ao Centro de Zoonoses dos Bancários
17H - Ato cultural no Mercado Público de Mangabeira

Pernambuco
9h - concentração na Praça do Derby, em Recife

Piauí
8h - ato na Praça da Integração, em Teresina

Rio de Janeiro
9h às 14h - ato na praça Mauá
14h às 17h - trabalhadores sairão em bloco pelas ruas, intercalando fala política das centrais sindicais e movimentos que compõem as frentes Brasil Popular e Povo sem Medo

Sergipe
8h - concentração do ato na praça da Juventude - Conjunto Augusto Franco. Em seguida, caminhada em direção aos Arcos da Orla de Atalaia, onde ocorrerá um ato político e cultural

Rio Grande do Sul

Porto Alegre 
14h - concentração na Rótula das Cuias, avenida Aureliano de Figueiredo Pinto, ao lado do Parque da Harmonia
15h - caminhada na Orla do Guaíba
16h - ato na Rótula do Gasômetro, avenida João Goulart, próximo à Câmara de Vereadores

Caxias do Sul 
14h - ato nos Pavilhões da Festa da Uva

Bagé 
14h - concentração na Praça do Coreto, com caminhada pela Avenida 7 de Setembro

Erechim 
10h - concentração no Bairro Atlântico

Passo Fundo
14h às 17h - ato no Parque da Gare

Pelotas
14h às 18h - ato com mateada e atividades artísticas na praça Dom Antônio Zattera

Santa Maria
10h às 17h - atividades com ato ecumênico, almoço coletivo, apresentações culturais, mateada, lançamento do Comitê Regional contra a Reforma da Previdência e ato público no Alto da Boa Vista, no bairro Santa Marta

Ijuí 
14h - concentração seguida de ato na Praça Central

Santa Catarina

Florianópolis
9h30 - debates sobre a reforma da Previdência e atividades culturais na comunidade do Mont Serrat.
Palhoça; debates sobre a reforma da Previdência e atividades na ocupação Nova Esperança

Blumenau
15h - ato público na Praça da Prefeitura

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.