Descrição de chapéu The Wall Street Journal

Número de assinantes da Netflix sobe, mas crescimento desacelera nos EUA

Joe Flint Micah Maidenberg
Nova York | The Wall Street Journal

A Netflix anunciou que o crescimento de sua base de assinantes nos Estados Unidos desacelerou no primeiro trimestre, em uma momento no qual a companhia está se preparando para enfrentar concorrência nova em Hollywood e os investidores estão avaliando sua capacidade de continuar mantendo um ritmo vertiginoso de crescimento.

A Netflix conquistou mais 7,9 milhões de assinantes pagos no exterior, no primeiro trimestre, 31% a mais do que no período em 2018. A empresa atraiu 1,7 milhão de novos assinantes nos Estados Unidos, ante 2,3 milhões no período um ano atrás.

A fraqueza nos Estados Unidos reforçou a importância dos mercados internacionais para a companhia criada 22 anos atrás.

No final de março, a Netflix tinha 148,9 milhões de assinantes pagantes em todo o mundo, superando sua previsão de 148,2 milhões para o período. Sob esse critério, ela passa todos os demais serviços de vídeo por assinatura.

A HBO e sua rede irmã Cinemax, combinadas, têm cerca de 140 milhões de assinantes em todo o mundo. O serviço de streaming Hulu só está disponível nos Estados Unidos e tem 25 milhões de assinantes.

Em seu trimestre mais recente, o lucro reportado pela Netflix subiu a US$ 344 milhões, ou 76 centavos de dólar por ação, ante US$ 290 milhões, ou 64 centavos de dólar por ação, no primeiro trimestre de 2018.

A receita da companhia cresceu em 22%, para US$ 4,52 bilhões. Isso representa o quarto trimestre consecutivo de desaceleração no crescimento de vendas da Netflix, mas a receita total ficou acima dos US$ 4,5 bilhões projetados pelos analistas consultados pela FactSet.

As ações da companhia subiram em 34% este ano, até agora, mas registraram queda de 1,3% em transações posteriores ao fechamento das bolsas.

The Wall Street Journal, tradução de Paulo Migliacci

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.