Amazon começa obras de aeroporto próprio com investimento de US$ 1,5 bilhão

Empresa busca diminuir dependência de transportadoras, reduzindo custos e acelerando prazos

São Paulo

A Amazon iniciou na última terça-feira (14) a construção de um hub aéreo que permitirá controlar ainda mais o seu próprio transporte e reduzir sua dependência de transportadoras como a UPS, FedEx e o Serviço Postal dos Estados Unidos.

Jeff Bezos, presidente-executivo da companhia, anunciou que a empresa está investindo US$ 1,5 bilhão (R$ 6 bilhões) no empreendimento, localizado em Cincinnati, no estado de Ohio.

 "Estamos investindo no nosso novo hub aéreo para que suas encomendas cheguem mais rápido. Serão 278 mil m² e 2.000 empregos criados", disse ele na inauguração das obras, onde participou pilotando uma escavadeira.

O hub aéreo, localizado dentro do Aeroporto Internacional de Cincinnati, havia sido anunciado em 2017 e tem previsão de ser concluído em 2021. Cerca de 50 aeronaves vão operar no local, informou a Amazon.

Em abril, a Amazon anunciou que irá investir US$ 800 milhões (R$ 3,2 bilhões) para transformar a chamada "entrega em um dia" no novo padrão da empresa.

Pascal Rossignol/Reuters
Erramos: o texto foi alterado

O aeroporto terá uma área de 278 mil m² e não 278 milhões m², como havia sido informado anteriormente. O trecho foi corrigido.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.