China vai investigar FedEx por desvios de encomendas

Huawei, em lista negra americana, reclama que pacotes não foram entregues na China

São Paulo

Autoridades chinesas vão investigar a companhia americana FedEx por supostamente estar prejudicando clientes ao deixar de entregar encomendas na China.

segundo o jornal britânico Financial Times, a agência de notícias oficial da China, a Xinhua, afirmou que o FedEx vem violando leis e regulamentos que regem o serviço de entregas expressas no país.

Os clientes que teriam sido prejudicados não foram identificados. A agência também não aponta as possíveis penalidades que a companhia pode estar sujeita.

Na última semana, a empresa chinesa Huawei, do setor de telecomunicações, disse que a FedEx teria desviado pacotes seus que iriam do Japão para a China, direcionando a entrega para os Estados Unidos.

Segundo o Financial Times, a FedEx teria pedido desculpas pelo equívoco.

A companhia também disse estar disposta a colaborar com reguladores no caso de uma investigação.

"Nossa relação com a Huawei e e com todos os nossos clientes na China são importantes para nós", disse a companhia, de acordo com o jornal.

Em maio, o governo americano incluiu a Huawei em uma lista negra, dificultando o acesso da empresa a suprimentos americanos.
 

em retaliação, o governo chinês afirmou que irá criar uma lista de companhias estrangeiras que não são confiáveis, em meio ao recrudescimento da tensão comercial com os Estados Unidos.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.