Regulador do Reino Unido diz que Facebook e eBay têm de combater venda de resenhas falsas

Autoridade disse ter encontrado "evidências preocupantes" de um mercado crescente de resenhas enganosas

Reuters

A agência antitruste britânica disse nesta sexta-feira (21) ao Facebook e ao eBay para reprimir a venda de resenhas falsas e enganosas em seus sites.

A Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA, na sigla em inglês) disse ter encontrado "evidências preocupantes" de um mercado crescente de resenhas enganosas sobre os dois sites.

A CMA informou que encontrou mais de 100 anúncios do eBay vendendo avaliações falsas entre novembro e junho, e identificou 26 grupos no Facebook com pessoas oferecendo para escrever resenhas falsas, ou empresas recrutando pessoas para escrevê-las em sites populares de compras e resenhas.

Uma porta-voz do Facebook disse à agência Reuters que a empresa removeu 24 dos grupos e páginas sinalizadas pela CMA, várias delas antes do relatório da reguladora.

"Sabemos que há mais a ser feito e por isso triplicamos o tamanho de nossa equipe de segurança e proteção para 30 mil e continuamos investindo em tecnologia para ajudar a prevenir proativamente o abuso em nossa plataforma", disse a porta-voz.

O eBay disse estar trabalhando com a agência reguladora.

"Temos tolerância zero para resenhas falsas ou enganosas. Anúncios como esses são estritamente contra nossa política sobre atividades ilegais e vamos agir onde nossas regras forem violadas", disse um porta-voz do eBay à Reuters.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.