Setor público consolidado tem déficit primário de R$ 13 bi em maio

Déficit foi melhor do que o esperado por analistas

Brasília | Reuters

O setor público consolidado brasileiro teve um déficit primário de R$ 13 bilhões em maio, melhor do que o esperado por analistas, mas acima do saldo negativo apurado há um ano, mostraram dados divulgados pelo Banco Central nesta sexta (28).

Com o resultado, o saldo acumulado em 12 meses passou a ser deficitário em R$ 100,35 bilhões, o equivalente a 1,44% do Produto Interno Bruto (PIB).

Para o ano, a meta é de um rombo primário de R$ 132 bilhões, sexto resultado anual consecutivo no vermelho.

Mãos de madeira segurando nota de R$ 50 e de R$ 100
O setor público consolidado brasileiro teve um déficit primário de R$ 13 bilhões em maio - Gabriel Cabral/Folhapress

Em pesquisa da Reuters, a expectativa era de um saldo negativo de R$ 14,0 bilhões em maio. No mesmo mês do ano passado, o setor público registrou um déficit primário de R$ 8,22 bilhões. 

Em maio, a dívida pública bruta ficou em 78,7% do PIB, enquanto a dívida líquida foi a 54,7% do PIB, contra expectativas respectivamente de 79,1% e 54,5%.

Em maio, Estados e municípios tiveram superávit primário de R$ 1,23 bilhão, ao passo que as empresas estatais registraram déficit de R$ 1 bilhão.

O déficit do governo central (governo federal, BC e Previdência) foi de R$ 13,19 bilhões no período.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.