Descrição de chapéu Governo Bolsonaro

Governo apresenta em agosto projeto para venda da Eletrobras

Segundo o ministro de Minas e Energia, modelo está pronto para ser apresentado a Bolsonaro

Bernardo Caram
Brasília

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou nesta quinta-feira (18) que o governo apresentará em agosto ao Congresso um projeto para viabilizar a venda da Eletrobras.

Segundo ele, o modelo que será usado para a privatização está pronto e será apresentado ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) nos próximos dias. 

O ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque e o ministro da Economia Paulo Guedes após reunião em abril com Roberto Castello Branco, presidente da Petrobras - Adriano Machado 16.abr.19/Reuters

As negociações para a privatização da estatal vêm do governo de Michel Temer, mas a gestão Bolsonaro decidiu rever os termos da venda.

Albuquerque não detalhou o modelo escolhido, mas disse que seguirá processo de capitalização, no qual são emitidas ações ao mercado até que a União perca o controle da companhia.

Por haver necessidade de aprovação pelo Congresso, o ministro não estimou um prazo para que a venda seja efetivada.

“Estaremos prontos para, no início de agosto, quando terminar o recesso do Congresso, iniciarmos essa tramitação. Vamos trabalhar para que isso ocorra até o fim do ano, mas não tenho como assegurar porque isso excede a nossa competência”, disse.

Segundo ele, o governo avalia se pode aproveitar algum projeto que já está em tramitação no Legislativo ou se apresenta uma nova proposta.

Em maio, o Ministério da Economia excluiu da previsão de receitas para 2019 R$ 12,2 bilhões estimadas com a privatização da estatal. A decisão foi tomada porque não havia garantias de que a operação seria concluída este ano.

De acordo com o ministro de Minas e Energia, as estimativas para a operação podem ser alteradas. “Se são R$ 12 bilhões, se são R$ 16 bilhões, vai depender do modelo e da expectativa de mercado. Fica muito difícil mensurar. Nossa expectativa é que seja muito positiva”, disse.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.