Descrição de chapéu Previdência

Maia, líderes e Planalto discutem votação da reforma da Previdência em plenário

Presidente da Câmara articula com general Ramos e Rogério Marinho acordo para garantir aprovação do texto

Danielle Brant
Brasília

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se reúne neste sábado (6) com o ministro da Secretaria de Governo, general Luiz Eduardo Ramos, e com o secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, para tratar da articulação da reforma da Previdência.

O encontro ocorre na residência oficial do presidente da Câmara. 

Também participam das conversas os líderes do PP, deputado Arthur Lira (AL), e do DEM, Elmar Nascimento (BA), e o senador Omar Aziz (PSD-AM.

Edinho Magalhães, presidente da Fonacate (Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas do Estado), e representantes da Frentas (Associação Nacional dos Membros do Ministério Público) também estiveram no local e conversaram brevemente com Maia.

Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ)
Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) - Pedro Ladeira - 03.jul.2019/Folhapress

Na sexta (5), em entrevista ao programa “Pânico”, da rádio Jovem Pan, Maia havia informado que se reuniria com “três, quatro líderes” para articular a votação da reforma no plenário. A ideia é tentar aprovar o texto já na próxima semana. 

Neste final de semana, Maia busca contar votos dos deputados. Ele avalia que já possui os 308 necessários para aprovar as mudanças na aposentadoria no plenário da Câmara. Para ser enviada ao Senado, a proposta precisa passar por dois turnos de votação no plenário da Câmara, com exigência mínima de 308 votos favoráveis em cada uma.

Ramos tomou posse na última quinta-feira (4) como ministro da Secretaria de Governo. Segundo a Presidência, ele assumirá o papel de articulador político, que vinha sendo desempenhado pelo ministro Onyx Lorenzoni (Casa Civil).

Onyx continuaria responsável pelas negociações com o Congresso envolvendo a aprovação da reforma da Previdência.

A comissão especial da Câmara concluiu na madrugada de sexta, depois de 16 horas de negociações, a votação do relatório da reforma da Previdência. A proposta segue para análise no plenário, onde ainda pode sofrer alterações.

O texto-base das mudanças nas regras de aposentadoria foi aprovado no início da tarde de quinta-feira (4) por 36 votos a 13. Depois, os deputados seguiram com a votação de destaques --pedidos de partidos e deputados para que uma parte específica da proposta seja analisada separadamente.
 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.