Proposta de dono da Avianca pela Alitalia é recusada

Governo italiano preferiu se aliar à Delta e a grupo empresarial local

Milão | AFP

A controladora da Alitalia, a companhia estatal italiana FS (Ferroviere dello Stato), anunciou na última segunda-feira (15) que recusaria a proposta do empresário colombiano German Efromovich para adquirir parcela da aérea.

Efromovich era presidente do conselho de administração da Avianca Holdings, mas foi afastado do cargo e impedido de exercer o controle da empresa em maio, após não pagar um empréstimo à United. 

O empresário German Efromovich - Bruno Miranda - 12.nov.07/Folhapress

A FS anunciou que vai se associar ao grupo Atlantia, que pertence à família Benetton, e à companhia aérea americana Delta, para salvar a Alitalia.

A informação foi divulgada ao final de uma reunião do conselho da FS.

O ministério da Economia da Itália também vai participar no plano de resgate à aérea italiana, que está em recuperação judicial desde 2017.

O Atlantia foi escolhido em meio a quatro ofertas, incluindo a de Efromovich. O FS continuará sendo o acionista maioritário da Alitalia, com 35% das ações.

O ministro de Desenvolvimento e Trabalho do país, Luigi Di Maio, fez oposição inicialmente à participação do grupo Atlantia na aérea.

Di Maio havia acusado a família Benetton de ser responsável pela queda de uma ponte em Gênova por falta de manutenção, que matou 43 pessoas em agosto de 2018.

Apesar disso, o governo italiano aprovou a aliança com o Atlantia, que também é proprietário da empresa responsável pela gestão dos aeroportos de Roma e injetou recursos na Alitalia em dois momentos para recapitalizar a aérea.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.