Dados de 90 mil clientes da Mastercard são hackeados na Alemanha

Arquivo com endereços, números de telefone, nomes e números de cartões bancários de clientes foram parar em fórum na internet

Berlim | AFP

Os dados pessoais hackeados de quase 90.000 clientes alemães da Mastercard foram publicados esta semana em um fórum na internet, incluindo números de cartões de crédito, confirmou a Mastercard. A operadora suspendeu nesta quinta-feira (22) a plataforma social atacada.

"Entre outras coisas suspendemos imediatamente a plataforma 'Priceless Specials' depois de tomar conhecimento do incidente", declarou a Mastercard em um comunicado.

Dados de 90 mil clientes da Mastercard foram hackeados na Alemanha - Thomas White-5.ago.2018/Reuters

A nota afirma que a empresa está "trabalhando para buscar e resolver os problemas relacionados".

"Priceless Specials" é um programa de fidelidade, que permite aos titulares de cartões Mastercard acessos a bônus ou descontos em outros serviços (aluguel de carros, passeios, etc)

A revista Manager Magazin revelou o vazamento depois de ter sido alertada por um empresário do setor digital alemão sobre a publicação em um fórum na internet de um arquivo com endereços, números de telefone, nomes e números de cartões bancários de 90.000 clientes deste serviço no país.

A identidade e o objetivo dos hackers não foram divulgados.

O roubo aconteceu um mês e meio depois do ataque ao banco Capital One Financial, que resultou no vazamento dos dados de 106 milhões de pessoas. A responsável pela ação, uma hacker americana, foi detida menos de duas semanas após a descoberta da operação.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.