Bolsonaro prepara MP revogando regra de publicação de licitações em veículos impressos

Medida deve ser publicada no começo da semana

Daniel Carvalho Gustavo Uribe
Brasília

O presidente Jair Bolsonaro prepara uma medida provisória revogando a obrigação de publicação em veículos impressos de atos oficiais de licitações públicas.

A medida assinada pelo presidente, segundo assessores do Palácio do Planalto, deve ser publicada no começo da próxima semana. 

Segundo auxiliares presidenciais, a MP revogará a exigência de publicação desses atos e contratos em jornais impressos, permitindo que sejam divulgados somente na imprensa oficial e em site oficial do órgão público responsável.

O presidente Jair Bolsonaro sacode um bastão fingindo reger a banda do exército.
O presidente Jair Bolsonaro durante desfile em comemoração a Independência do Brasil na cidade de Brasília (SP), neste sábado (07). - Fátima Meira/Futura Press/Folhapress

Em agosto, Bolsonaro editou medida provisória que permite a empresas de capital aberto a publicação de balanços no site da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) ou do DO (Diário Oficial), em vez de veículos impressos.

Na ocasião da edição da medida, o presidente deixou claro que se tratava de uma resposta à cobertura crítica da imprensa a seu governo.

Essa MP já está valendo, com duração de quatro meses. Se, neste tempo, o texto não for apreciado pela Câmara e pelo Senado, a medida perde a validade.

Bolsonaro já havia declarado a intenção de estender também para editais vinculados ao serviço público o fim da obrigatoriedade de publicação em veículos impressos. 

De acordo com assessores do Planalto, o presidente deve justificar a nova MP alegando que a regra hoje é obsoleta e representa gasto adicional e injustificado para os cofres públicos, que hoje passam por desequilíbrio fiscal.

A MP deve atingir todos os entes da federação —União, estados, DF e municípios —e alterar as leis 8.666, de 1993, 10.520, de 2002, 11.079, de 2004 e 12.462, de 2011.

Nos últimos dias, o Planalto havia solicitado aos ministérios um levantamento de legislações sobre a obrigatoriedade de publicação em jornais de grande circulação para dar publicidade a alguns tipos de medidas.

Em outra frente, em entrevista à Folha na terça-feira (3), Bolsonaro anunciou que pretende editar uma medida provisória para mudar as regras do BV (Bônus por Volume), comissão paga a agências de publicidade por direcionar anunciantes.

Para o presidente, um projeto de lei não andará rápido no Congresso. Ele ameaça reeditar esta MP a cada ano de seu governo. O alvo da medida é o Grupo Globo, segundo Bolsonaro.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.