Softbank avalia trazer dezenas de empresas para investir no Brasil

Executivo da companhia vê oportunidades nas áreas de saúde, agronegócio e logística

São Paulo | Reuters

O grupo japonês SoftBank está avaliando trazer dezenas de empresas dos quais é acionista e que têm elevado potencial de crescimento para o Brasil e deve anunciar um grande aporte nas próximas duas semanas, afirmou o principal executivo da companhia no país, André Maciel.

“Temos umas 40 empresas (que servem para) o Brasil”, disse Maciel na sexta-feira (20), durante evento do Cubo, centro de empreendedorismo tecnológico do Itaú Unibanco.

O SoftBank tem investido em várias companhias ao redor do mundo e algumas delas já operam no país, como o grupo de espaço de trabalho compartilhado We Work.

Sede do SoftBank em Tóquio, no Japão
Sede do SoftBank em Tóquio, no Japão - Toru Hanai/Reuters

Maciel, ex-diretor gerente do JPMorgan no Brasil, disse ainda que o SoftBank deve anunciar investimentos no país nas próximas semanas, sendo um deles de grande porte, mas não deu detalhes.

Desde que anunciou em março a criação de um fundo de investimento de US$ 5 bilhões (R$ 20,75 bilhões) focado em projetos de tecnologia na América Latina, o SoftBank tem liderado uma série de investimentos multimilionários na região.

Esse movimento incluiu liderar um aporte de US$ 1 bilhão (R$ 4,15 bilhões) no aplicativo de entregas Rappi, um de US$ 150 milhões (R$ 622,5 milhões) em outro aplicativo do setor, a Loggi, um de US$ 250 milhões (R$ 1,04 bilhão) na plataforma de aluguel de imóveis QuintoAndar, além de comprar uma fatia de cerca de 15% no Banco Inter.

Segundo Maciel, “o Brasil ainda tem espaço para criar muitos unicórnios”, jargão de mercado para nomear startups com avaliação de mercado acima de US$ 1 bilhão.

O executivo disse que o SoftBank vê oportunidades no país nas áreas de saúde, logística, transporte, agronegócio, entre outros.
 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.