Petrobras atinge maior valor desde que Dilma foi anunciada candidata do PT

Balanço trimestral da companhia superou expectativas do mercado

São Paulo

As ações preferenciais, mais negociadas, da Petrobras atingiram o valor de R$ 29,55 durante o pregão da Bolsa de valores brasileira nesta sexta-feira (25). O patamar é o maior desde junho de 2010, quando Dilma Rousseff (PT) foi anunciada como candidata do partido as eleições presidenciais daquele ano, sendo eleita para seu primeiro mandato.

Ao fim do pregão, as ações perderam força e terminaram cotadas a R$ 29,25, alta de 3,3%, maior valor desde agosto de 2010.

Logo da Petrobras na entrada da empresa em sua sede na avenida Paulista
Petrobras se aproxima do valor de mercado que tinha em 2007 - Bruno Rocha/Fotoarena/Folhapress

No momento, a companhia tem um valor de mercado de R$ 400 bilhões, o maior desde 2007, quando a economia brasileira vivia um dos seus melhores momentos com o boom internacional os preços de matérias-primas. Naquele ano, o PIB (Produto Interno Bruto) foi de 5,7% e a empresa valia R$ 430 bilhões.

A valorização da petroleira nesta sexta (25) é fruto dos bons resultados apresentados pela companhia em seu balanço do terceiro trimestre deste ano.

Petrobras fechou o terceiro trimestre de 2019 com lucro de R$ 9,1 bilhões, alta de 36,8% com relação ao mesmo trimestre do ano anterior. O desempenho supera a baixa nos preços internacionais do petróleo e reflete o aumento na produção do pré-sal e a entrada de recursos com a venda de ações da BR Distribuidora.

O lucro veio acima das expectativas do mercado, animando investidores que na véspera temiam o contrário. Nesta sexta, a recomendação das corretoras era de compra para os papéis da companhia.

"Em um trimestre em que preços de petróleo foram em média -9,5% em relação ao período anterior, a empresa demonstrou resiliência, com geração de caixa em patamares saudáveis e redução do endividamento", diz relatório da XP Investimentos.

"A produção de óleo e gás recorde (3 milhões de barris/dia), o ramp-up [aumento da produção antes do aumento da demanda] de novas plataformas de exploração e a melhora na eficiência de alocação de capital contribuíram para o resultado positivo. Outro ponto positivo: o custo de extração no pré-sal atingiu o nível recorde US$ 5 por barril de petróleo, contribuindo para um custo médio total de extração de US$ 10, mitigando os efeitos de um preço de barril de petróleo mais baixo", afirma relatório da Guide Investimentos.

As ações ordinárias, menos negociadas, subiram 2,92%, a R$ 31,72, maior patamar desde junho deste ano.

O bom desempenho da companhia mais negociada da Bolsa levou o Ibovespa a bater os 108 mil pontos pela primeira vez na história no início do pegão. Ao fim do dia, o índice perdeu força e fechou em 107.363 pontos, alta de 0,35%. 

O viés positivo levou a cotação do dólar a recuar abaixo dos R$ 4 pela primeira vez desde 15 de agosto durante o pregão. No fechamento, a moeda terminou cotado a R$ 4,01, queda de 0,81% em relação a véspera. 

Enquanto a Petrobras foi uma das maiores altas da Bolsa na sessão, a outra ponta ficou com da Ambev. Com queda nas vendas de cerveja no Brasil no terceiro trimestre, a companhia despencou 8,3%, a R$ 17,65, menor valor em quatro meses.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.