IBM testa bateria com minerais da água do mar

Empresa fez parceria com unidade de pesquisa da Mercedes-Benz

Reuters

A IBM anunciou nesta quarta (18) que criou uma nova tecnologia para baterias que utiliza materiais extraídos da água do mar e não requer cobalto, à medida que a corrida para encontrar fontes alternativas a minerais raros e caros se intensifica.

A empresa disse que fez uma parceria com a unidade de pesquisa da Mercedes-Benz, além da fornecedora de eletrólitos de baterias Central Glass e da fabricante de baterias Sidus, para o desenvolvimento comercial do novo design.

“O objetivo seria, dentro de um ano ou mais, ter o primeiro protótipo em funcionamento [da bateria]”, disse Jeff Welser, vice-presidente da IBM Research.

Os principais fabricantes de baterias querem reduzir a quantidade de cobalto nas baterias de íon de lítio —a expansão do mercado de carros elétricos deve resultar na escassez do mineral.

A IBM afirmou que sua tecnologia demonstrou desempenho superior às baterias de íon de lítio em custo, tempo de carregamento e eficiência energética.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.