Petrobras reduzirá em 3% preço médio da gasolina e do diesel nas refinarias

A empresa reitera que reajustes seguem o princípio da paridade de importação

Rio de Janeiro | Reuters

A Petrobras reduzirá o preço médio da gasolina e do diesel nas refinarias em 3% a partir de terça-feira (14).

A gasolina não sofria um reajuste desde 1º de dezembro, enquanto o diesel —combustível mais comercializado do país— tinha a cotação estável desde 21 de dezembro.

A Petrobras tem reiterado que sua política de preços para a gasolina e o diesel segue o princípio da paridade de importação, formada pela cotação internacional dos produtos mais os custos de importadores, como transporte e taxas portuárias, com impacto também do câmbio.

Na sexta-feira (10), o dólar fechou em alta de 0,26%, chegando a R$ 4,097% e a Bolsa de Valores brasileira teve a sexta queda consecutiva e encerrou aos 115.503 pontos, um recuo de 0,38%. Na semana, acumulou queda de 1,87% e o dólar teve alta de 1%.

O repasse dos ajustes de preço nas refinarias para o consumidor final nos postos depende de diversos fatores, como impostos, margens de distribuição e revenda e mistura de biocombustíveis.

No início de janeiro, após início da tensão Estados Unidos e Irã, Jair Bolsonaro disse que não irá interferir no preço da gasolina e que a tendência é de que o valor do combustível se estabilize.

"Cai tudo no meu colo e parece que sou responsável por tudo. Querem que eu tabele. Não tem como tabelar. Nossa política não é essa. Políticas semelhantes no passado não deram certo. A nossa economia tá dando certo", disse.

Na sexta-feira (3), a cotação do petróleo negociado em Londres chegou a subir mais de 4% no início do pregão. Por volta das 15h, porém, recuou para cerca de 3,5%. Ao fim do dia, o petróleo encerrou com alta de 3,70%, cotado em US$ 68,70.

"Eu reconheço que o preço está alto na bomba. Graças a Deus, pelo que parece, a questão lá, o impacto não foi grande. Foi 5% e passou para 3,5%. Não sei quanto está hoje a diferença em relação ao dia do ataque. Mas a tendência é estabilizar", afirmou​.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.