Descrição de chapéu The Wall Street Journal

Receita da Amazon salta nas vendas de Natal e lucro aumenta

As ações da gigante tecnológica disparam nas negociações após o pregão, apesar dos altos custos de remessas

Dana Mattioli
Nova York | The Wall Street Journal

As vendas da Amazon no quarto trimestre de 2019 ultrapassaram o recorde anterior, pois as vendas robustas no fim do ano e os lucros dos negócios em nuvem e publicidade ajudaram a compensar os crescentes custos das entregas em um dia, de seu programa Prime.

As ações da empresa de Seattle saltaram mais de 10% nas negociações após o encerramento das Bolsas, adicionando cerca de US$ 100 bilhões (R$ 426 bilhões) ao valor de mercado da empresa. Caso as ações mantenham os ganhos na sexta-feira (31), a Amazon seria a quarta empresa dos EUA a alcançar um valor de mercado superior a US$ 1 trilhão (R$ 4,26 trilhões).

O lucro aumentou 8%, para US$ 3,3 bilhões (R$ 14 bilhões), durante o importante trimestre de feriados, depois de cair mais de 25% de julho a setembro, devido ao seu dispendioso plano de entregas em um dia para os membros Prime. A empresa superou sua estimativa de lucro trimestral entre US$ 1,2 bilhão (R$ 5,1 bilhões) e US$ 2,9 bilhões (R$ 12,3 bilhões). O lucro por ação foi de US$ 6,47, comparado com as estimativas de analistas de US$ 4,04 por ação, de acordo com uma pesquisa da FactSet.

A receita da Amazon no quarto trimestre aumentou 21% em relação ao ano anterior, para US$ 87,4 bilhões (R$ 373 bilhões). "Havia preocupação dos investidores de que a remessa em um dia prejudicaria as margens, portanto, o fato de terem conseguido oferecer entregas em um dia e ao mesmo tempo gerar alguma eficiência deve agradar aos investidores", disse o analista Aaron Kessler, da Raymond James.

Logo da Amazon em porta da joja da Amazon em Nova York - Brendan McDermid/Reuters

Os custos de remessas da empresa subiram para US$ 12,88 bilhões (R$ 54,9 bilhões), um aumento de 43% em relação ao ano anterior. Os custos da Amazon para desenvolver capacidade de remessa em um dia continuaram aumentando à medida que a companhia move o estoque para mais perto dos clientes. Os gastos dessas remessas atingiram mais de US$ 800 milhões (R$ 3,4 bilhões) de abril a junho, e esperava-se que quase dobrassem no quarto trimestre, para US$ 1,5 bilhão (R$ 6,4 bilhões).

No mês passado, a Amazon disse que teve sua melhor temporada de vendas de fim de ano, com bilhões de pedidos recebidos globalmente. A Federação Nacional do Varejo informou que as vendas de fim de ano nos EUA cresceram 4,1% em 2019, com as transações online aumentando 15%.

A Amazon informou que tem mais de 150 milhões de membros Prime em todo o mundo. Os membros pagam US$ 119 por ano para acessar opções de envio gratuitas e rápidas, o serviço de streaming da Amazon, descontos no Whole Foods Market e outros benefícios.

A última vez que a Amazon divulgou o número de membros Prime foi em abril de 2018, quando afirmou ter mais de 100 milhões de membros.

Os resultados de fim de ano da Amazon superaram os das concorrentes, que relataram resultados fracos no trimestre. As vendas da Target Corp. não atingiram suas previsões em parte devido à queda nas vendas nas categorias brinquedos e eletrônicos. A Macy's Inc., a J.C. Penney Co., a Kohl's Corp. e a controladora da Victoria's Secret, L. Brands Inc., relataram vendas mais baixas em novembro e dezembro.

No trimestre, a Amazon gastou um pouco menos que o US$ 1,5 bilhão que tinha projetado para o trimestre para estimular seu programa Prime de remessas em um dia, disse Brian Olsavsky, diretor-financeiro da Amazon, durante uma ligação com a mídia.
"Estamos ficando mais eficientes", afirmou.

A empresa calcula que terá mais US$ 1 bilhão (R$ 4,2 bilhões) em custos relacionados ao programa no próximo trimestre. Conforme a empresa recebia mais pedidos de entrega em um dia, adicionou funcionários de armazém e entrega.

O número de funcionários da Amazon cresceu 23%, para 798 mil, em relação ao ano anterior.

O Amazon Web Services, operação de computação em nuvem da empresa e seu principal centro de lucro, continuou a dar sinais de crescimento lento.

A unidade entregou US$ 10 bilhões (R$ 42 bilhões) em vendas, aumento de 34% em relação ao ano anterior. A divisão havia crescido historicamente mais de 40% a cada trimestre.

O lucro operacional da AWS aumentou 19%, para US$ 2,6 bilhões (R$ 11 bilhões). Durante o trimestre, os negócios de computação em nuvem da Amazon sofreram um golpe quando o Pentágono escolheu a concorrente Microsoft Corp. como fornecedora em um contrato governamental de US$ 10 bilhões (R$ 42 bilhões). A Amazon está protestando contra o resultado.

Por outro lado, a Microsoft divulgou na quarta-feira (29) vendas recordes impulsionadas por seus negócios de computação em nuvem. As vendas de computação em nuvem da empresa aumentaram 62% no segundo trimestre fiscal em relação ao ano anterior.

Os negócios de publicidade da Amazon registraram US$ 4,8 bilhões (R$ 20,4 bilhões) em vendas, um aumento de 41% em relação ao mesmo período no ano anterior. A unidade, que vende espaço publicitário na forma de produtos patrocinados em buscas e anúncios, tornou-se mais uma grande fonte de renda para a empresa.

Os negócios internacionais da Amazon registraram outra perda operacional no trimestre, e o lucro caiu 15,6% em sua unidade norte-americana, que inclui a maior parte de suas operações de comércio eletrônico.

O segmento de lojas físicas, que inclui a Whole Foods, teve US$ 4,4 bilhões (R$ 18,7 bilhões) em vendas no período —queda de 1% em relação ao ano anterior.

A Amazon disse que espera vendas no primeiro trimestre entre US$ 69 bilhões (R$ 294,5 bilhões) e US$ 73 bilhões (R$ 311,6 bilhões).

Ela projetou seu lucro operacional entre US$ 3 bilhões e US$ 4,2 bilhões, em comparação com US$ 4,4 bilhões no primeiro trimestre de 2019.

"Estamos observando com muito cuidado", disse Olsavsky quando indagado se o surto de coronavírus na China afetaria as operações comerciais. A Amazon não possui operações diretas em Wuhan, na China, mas um grande número de vendedores terceirizados é da China.

*Colaborou Sebastian Herrera

Tradução de Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.