Descrição de chapéu Financial Times

União Europeia tenta impor padrão único de carregador de celular

Apple diz que mudança causaria inconveniência aos clientes e criaria maior volume de lixo eletrônico

Mehreen Khan
Bruxelas | Financial Times

O executivo da UE (União Europeia) quer forçar as empresas de tecnologia a adotar um carregador de celular universal, criando um conflito com a Apple, que argumenta que ele acabará com seu cabo conector Lightning, usado no iPhone.

De acordo com um documento vazado que estabelece o novo programa político da Comissão Europeia, Bruxelas apresentará medidas pedindo a criação de um carregador comum de smartphone para a UE no terceiro trimestre deste ano.

A comissão argumenta que um carregador padrão limitará o número de conectores que os consumidores precisam transportar e reduzirá drasticamente o lixo eletrônico. Bruxelas lançou uma consulta pública sobre os planos no ano passado e  provocou uma reação feroz da Apple, que disse que a iniciativa seria "desnecessariamente perturbadora para os clientes" e geraria lixo com o descarte dos carregadores antigos.

Escritório da Apple em Nova York, nos Estados Unidos - Mike Segar/Reuters

Existem três tipos principais de portas de carregamento usadas em smartphones: USB 2.0, USB-C e o conector Lightning da Apple. A Apple diz que mais de 1 milhão de seus dispositivos usam o carregador Lightning, incluindo os modelos mais recentes de iPhone. Os cabos oficiais Lightning são vendidos por mais de US$ 19 nos Estados Unidos.

"Regulamentos que orientariam a conformidade do tipo de conector incluído em todos os smartphones congelam a inovação, em vez de incentivá-la", disse a Apple à comissão no ano passado.

"Essas propostas são ruins para o meio ambiente e desnecessariamente perturbadoras para os clientes. Queremos garantir que qualquer nova legislação não resulte na criação de cabos ou adaptadores externos desnecessários para todos os dispositivos, ou torne obsoletos os dispositivos e acessórios usados por milhões de europeus e centenas de milhões de clientes da Apple em todo o mundo", afirmou o grupo.

A pressão de Bruxelas por um carregador universal provavelmente aproveitará a tecnologia USB-C, que se tornou um recurso comum em smartphones e tablets de diferentes fabricantes nos últimos anos. O iPad Pro 2019 da Apple também usa a conexão USB-C, mas a maioria de seus dispositivos populares ainda conta com o conector Lightning, exclusivo de iPhones e iPads.

A proposta da comissão será a primeira vez que a UE usará a lei para forçar as empresas de tecnologia a usar um carregador universal, após mais de uma década pressionando por uma porta comum em dispositivos móveis. Os números da UE mostram que havia 30 tipos de carregadores no mercado em 2009, número que diminuiu para menos de 10.

Sob o tipo específico de legislação apresentada, a proposta da comissão de um carregador comum será adotada automaticamente, a menos que seja rejeitada pela maioria dos governos da UE27 e pelo Parlamento Europeu.

A resistência no Parlamento é improvável. Os eurodeputados lideraram o movimento por um carregador universal que, segundo eles, "reduzirá o lixo eletrônico e facilitará a vida dos consumidores". Um grupo de parlamentares da UE também reclamou na segunda-feira (27) do lobby da Apple contra o carregador e pediu que a comissão permaneça firme.

Um texto preliminar do Parlamento dizia: "Ao adiar uma proposta de regulamentação, a comissão colocou os interesses de uma corporação acima dos interesses dos consumidores da UE".

Tradução de Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.