Volkswagen é multada no Canadá por 'dieselgate'

Entre 2008 e 2015, a montadora levou ao país cerca de 128 mil carros que não respeitavam os limites de emissões de gases

Toronto | AFP

Um tribunal de Toronto multou nesta quarta-feira a Volkswagen em 196,5 milhões de dólares canadenses (cerca de R$ 625 milhões) após o grupo admitir que vendeu carros que simulavam baixas emissões de gases contaminantes.

A corte aceitou um acordo entre o grupo alemão e o governo canadense, que em dezembro apresentou 60 denúncias contra a Volkswagen.

O grupo foi denunciado por importar carros com um dispositivo que simulava emissões de gases nocivos dentro dos padrões ambientais.

O chamado "dieselgate" já teria custado o equivalente a R$ 139 bilhões à empresa - Michele Tantussi/Reuters

Segundo as autoridades canadenses, entre 2008 e 2015 a Volkswagen trouxe para o país cerca de 128 mil carros que não respeitavam os limites de emissões de gases contaminantes.

O grupo foi denunciado ainda por entregar "informação falsa" às autoridades.

As denúncias foram apresentadas após quatro anos de investigações por parte do ministério canadense do Meio Ambiente.

A Volkswagen admitiu em 2015 que instalou em 11 milhões de veículos um software que simulava menores emissões de poluentes.

O chamado "dieselgate" já custou 30 bilhões de euros em honorários legais, multas e indenizações ao grupo alemão, principalmente nos Estados Unidos.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.