Guedes falou de doméstica na Disney em tom professoral, dizem empresários

Em evento no Rio, ministro afirmou que tentou ilustrar situação de dólar a R$ 1,80, segundo participantes de encontro

Rio de Janeiro

Reunido com empresários, o ministro Paulo Guedes tentou justificar, nessa sexta-feira (14), o desastroso comentário sobre a viagem de domésticas à Disney quando o dólar se equivalia a R$ 1,80.

Instado a falar sobre o episódio, Guedes lembrou ser professor e alegou que recorrera a um tom professoral para ilustrar que, à época, era mais barato viajar ao exterior do que percorrer o Brasil, disseram à Folha empresários que estavam no evento.

“Não tem negócio de câmbio a R$ 1,80. Vamos importar menos, fazer substituição de importações, turismo. [Era] todo mundo indo para a Disneylândia, empregada doméstica indo para a Disneylândia, uma festa danada. Espera aí, vai passear em Foz do Iguaçu, vai passear no Nordeste, está cheio de praia bonita, vai para Cachoeiro do Itapemirim conhecer onde Roberto Carlos nasceu. Vai passear, conhecer o Brasil", disse o ministro na quarta-feira (12) à noite.

Na semana passada, o ministro da Economia já sofrera críticas depois de comparar servidores a parasitas.

"O funcionalismo teve aumento de 50% acima da inflação, além de ter estabilidade na carreira e aposentadoria generosa. O hospedeiro está morrendo, o cara virou um parasita", afirmara na sexta-feira (7).

Segundo reportagem da Folha desta sexta, as recentes declarações polêmicas de Guedes irritaram a equipe de Jair Bolsonaro e líderes de centro do Congresso. A avaliação é que as falas geram ambiente de tensão e tumultuam a tramitação de reformas.

Para assessores palacianos, as falas atingem uma parcela do eleitorado de Bolsonaro e podem contribuir para aumentar na população a resistência à pauta econômica, uma vez que Guedes é o fiador do projeto liberal do governo.

Na quinta-feira (13), também em reação às declarações do ministro na véspera, o dólar disparou e chegou a superar R$ 4,38. A interpretação do mercado era que a fala de Guedes sinalizava um real mais fraco.

O Banco Central interveio com operações equivalentes à venda de dólares, e a moeda dos EUA fechou o dia em queda de 0,45%, a R$ 4,332.

Nesta sexta, após nova intervenção da autoridade monetária, o dólar caiu 0,7% e fechou a R$ 4,30.

A Bolsa brasileira recuou 1% nesta sexta-feira, para 114.380 pontos. Investidores temem os impactos econômicos do coronavírus, já que os casos continuam a subir.

Ainda de acordo com participantes do encontro desta sexta, Guedes fez previsões otimistas. Defendeu a privatização da Eletrobras ob o argumento de que a empresa não tem capacidade de investimentos a ponto de tornar-se competitiva.

Ao falar para cerca de 70 empresários da área de infraestrutura e mercado imobiliário, defendeu que outros estados abrissem o setor de gás, a exemplo do Rio.

Colaborou Júlia Moura, de São Paulo; com a Reuters

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.