Descrição de chapéu Coronavírus

Corretora doa R$ 25 mi para alimentar famílias durante pandemia e atrai mais doadores

XP Investimento lança movimento para distribuir cestas básicas com ONGs; Unilever e Vivara também colaboram

São Paulo

Na manhã desta quinta (26), o fundador e diretor da XP Investimentos, Guilherme Benchimol, anunciou em seu Instagram a campanha “Juntos Transformamos”, com uma doação inicial de R$ 25 milhões para ajudar famílias em vulnerabilidade social a colocar comida em suas mesas durante a pandemia de coronavírus.

A estimativa é beneficiar 100 mil pessoas com alimentação por um período inicial de três meses. Para garantir que os alimentos cheguem ao seu destino, a XP firmou parceria com três ONGs: Gerando Falcões, Amigos do Bem e Visão Mundial, que estão encarregadas da distribuição das cestas básicas.

"Vivemos uma crise sem precedentes e as necessidade básicas de uma boa parte da população está impossibilitada. O governo tem que fazer o papel dele, mas a sociedade também precisa contribuir”, diz Benchimol.

Segundo ele, o Brasil não tem cultura de doação. "Historicamente, doamos 0,2% do PIB, contra 1% dos países mais desenvolvidos."

0
Guilherme Benchimol, fundador e presidente da XP - Joel Silva/Folhapress

A iniciativa nasce com a XP, mas a campanha tem como objetivo engajar novos doadores –pessoas jurídicas ou físicas— para alcançar um número ainda maior de famílias.

As pessoas e empresas que quiserem se juntar ao movimento podem fazer doações de qualquer valor, por meio do site www.juntostransformamos.com.br.

"Cada centavo que arrecadarmos será convertido em assistência. Nenhuma família pode ficar sem ter o que comer em casa”, diz Benchimol.

A campanha surtiu efeito rápido: a partir da fala do investidor, em uma hora, foram arrecadados R$ 80 mil, e até às 17h30 desta quinta-feira, as doações de terceiros estavam em R$ 300 mil, que vão se somando ao aporte inicial da XP.

A meta é chegar a R$ 50 milhões. “Tenho sentido que estamos despertando o espírito solidário do brasileiro. Esperamos que o nosso gesto inspire outros empresários e cidadãos. É o momento em que todos podem ter compaixão pelo próximo. Se todos nos unirmos, minimizaremos as dores daqueles que mais precisam”, diz Benchimol.

Já na frente de apoio ao combate à pandemia, a Unilever destinou R$ 3 milhões em doações de artigos de higiene e limpeza, distribuídos em três estados: São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco.

O compromisso com São Paulo foi anunciado na segunda-feira, 23 de março, em conferência do Comitê Executivo Empresarial comandado pelo governador João Doria. Os outros dois estados foram incluídos ao longo da semana.

Serão mais de 620 mil unidades de produtos de higiene e limpeza para cada um dos estados, disponibilizados pela companhia, fabricante de mais de 400 marcas, como Omo, Rexona e Brilhante.

“Estamos trabalhando junto com governos estaduais e municipais e também com nossos parceiros para superar juntos essa crise global”, diz Gerardo Rozanski, presidente da Unilever Brasil.

As doações serão encaminhadas às comunidades de maior vulnerabilidade social, definidas em parceria com o governo, e também para hospitais e lares de idosos.

A Associação Lar São Francisco, entidade filantrópica que reúne mais de 70 obras de saúde e assistência social, e a comunidade de Heliópolis são alguns dos que irão receber os produtos doados pela Unilever Brasil no estado de São Paulo.

Além das contribuições de R$ 1 milhão para cada estado, a Unilever também convidou os funcionários para uma campanha de arrecadação.

O resultado surpreendeu ao angariar, logo nas primeiras horas, R$ 15 mil em produtos de higiene e limpeza. Os primeiros kits devem chegar nos próximos dias nas comunidades de Heliópolis e Paraisópolis, na cidade de São Paulo.

A empresa colocou no ar o site www.cadaufazobem.com.br, para informar as ações relativas à Covid-19, desde os cuidados com os funcionários até doações de produtos.

A Vivara também entrou no movimento das doações, ao fechar uma parceria com a Cruz Vermelha Brasileira para distribuir 10 mil kits de higiene em regiões de vulnerabilidade social.

"Neste momento, precisamos unir esforços, pensar de forma coletiva e atuar com empatia, sempre”, diz Marina Kaufman, gerente de marketing da empresa.

O kit oferecido pelas instituições terá álcool em gel, sabonete antibacteriano, máscara, além de um folheto com dicas e protocolos de segurança recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde.

Os produtos serão distribuídas nas unidades de saúde, centros de acolhida de idosos e para a população em situação de rua, principalmente, nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, as capitais brasileiras onde há o maior número de casos confirmados do novo coronavírus.

A estratégia é apostar em uma ação volta à parcela mais vulnerável da população e prioritariamente para aqueles que estão em grupos de risco.

"Estamos atuando em regiões em que há mais casos confirmados do coronavírus e, agora, totalmente focados na produção dos kits e em uma distribuição de qualidade para as comunidades que mais precisam de recursos”, explica Kaufman.

Erramos: o texto foi alterado

Versão anterior deste texto afirmou incorretamente que até 17h30 de quinta-feira (26) as doações de terceiros à corretora estavam em R$ 3 milhões. O correto é R$ 300 mil. O texto já foi corrigido.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.