Dólar cai 0,9%, mas se mantém acima de R$ 5

Com exterior positivo, Bolsa brasileira sobe 4,8%

São Paulo

Nesta terça-feira (17), a cotação do dólar caiu 0,9%, a R$ 5,002. O turismo está a R$ 5,20 na venda. Em algumas casas de câmbio, chega a ser vendido a R$ 5,30. Na segunda, o dólar foi a R$ 5,048, novo recorde histórico nominal (sem contar a inflação).

Nesta sessão, o Banco Central vendeu US$ 2 bilhões em leilões de linha —venda com compromisso de recompra— e o mercado financeiro teve um dia de recuperação após as fortes quedas de segunda.

No ano, o real é a moeda que mais se desvaloriza no mundo, perdendo 24,6% de seu valor ante o dólar.

Nesta terça, a Bolsa de Valores brasileira fechou em alta de 4,8%, a 74.617 pontos após cair 13,9% na véspera. Na máxima da sessão, chegou a subir 8,5%.

Nos Estados Unidos, Dow Jones subiu 5,2%, S&P 500, 6% e Nasdaq, 6,2%.

Investidores operaram com mais otimismo nesta sessão devido aos pacotes de socorro de governos para amenizar os efeitos econômicos do coronavírus.

Nos Estados Unidos, o governo Donald Trump anunciou que está trabalhando para enviar dinheiro diretamente às famílias americanas como parte de um pacote de estímulo à economia de cerca de US$ 850 bilhões.

Já o Fed (banco central americano) disse que relançará compras de dívida corporativa de curto prazo. O instrumento foi utilizado na época da crise financeira de 2008 para apoiar os mercados de crédito prejudicados por uma crescente emergência de saúde pública que tem interrompido a vida diária de milhões de americanos e ameaça empurrar a economia para a recessão.

As medidas econômicas de estímulo ganharam caráter de urgência com a gravidade dada ao cenário econômico pelo próprio presidente. No início da crise, Trump chegou a minimizar as consequências do coronavírus, mas, em pronunciamento nesta segunda-feira (16), fez um apelo para que americanos ficassem em casa e admitiu a possibilidade de os EUA entrarem em recessão.

Segundo a agência de classificação de risco S&P, as medidas para a contenção do Covid-19 vão causar uma recessão global neste ano.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.