Descrição de chapéu Coronavírus

IBGE suspende coleta de preços presencial para pesquisa de inflação

Instituto já havia promovido mudanças na pesquisa de desemprego e no Censo

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Rio de Janeiro

Após suspender as entrevistas em domicílio da pesquisa de emprego e adiar a realização do Censo Demográfico para 2021, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) decidiu também promover alterações na coleta da pesquisa de inflação.

Assim como na Pnad (Pesquisa Nacional de Amostra Domiciliar) Contínua, que mede o desemprego, foram suspensas as coletas de preços presenciais para o cálculo do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), o indicador oficial de inflação do país.

Em nota, o IBGE afirmou que, como nos outros dois casos, a medida respeita orientações do Ministério da Saúde relacionadas ao quadro de emergência da saúde pública causada pela covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

O instituto diz que estuda alternativas para manter a pesquisa sem necessidade de coleta de preços nos locais de compra. "Toda e qualquer opção ou possibilidade serão, antes, testadas e validadas para assegurar os padrões de qualidade e excelência do corpo técnico do IBGE."

A suspensão das coletas havia sido solicitada pelos sindicatos dos funcionários do IBGE na segunda (16). Na terça (17), o instituto anunciou mudanças na Pnad e no Censo, sua maior pesquisa, que é realizada uma vez a cada dez anos e estava prevista para começar no dia 1º de agosto.

O Censo foi adiado para 1º de agosto de 2021, sob o argumento de que, mesmo que o surto arrefeça no curto prazo, não haverá tempo hábil para o treinamento de pessoal.

A pesquisa é feita por meio de entrevistas presenciais. Para essa edição, estão previstas visitas em cerca de 71 milhões de domicílios em todos os municípios brasileiros.

Concurso aberto no início do mês para contratar 208 mil empregados temporários para a pesquisa foi cancelado. As provas estavam agendadas para o dia 17 de maio e os treinamentos seriam iniciados em julho.

​O IBGE diz que estabeleceu com o Ministério da Saúde compromisso de realocar o orçamento do Censo em ações de enfrentamento ao coronavírus. Em 2021, o ministério devolverá os valores para garantir a realização do Censo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.